Treino, Botafogo

Uma medalha por dia para o Brasil, fim do Pan Pacs, confira prova a prova como foi a última etapa da competição na Gold Coast.

800 livre masculino –
Depois de perder os 1500 na batida e ficar de fora do pódio dos 400 livre, Ryan Cochrane chegou ao seu primeiro título deste Pan Pacs ao vencer os 800 livre de ponta a ponta. Marcou 7:45:39, seu melhor tempo esta temporada e assumindo a terceira posição do ranking mundial.
Mack Horton da Austrália ficou em segundo lugar com 7:47:73, também seu melhor nesta temporada e agora quarto tempo do mundo.
O bronze sobrou para o americano Connor Jaeger com 7:47:75. Dois centésimos de diferença entre Horton e Jaeger decidiso em fortíssimos últimos 50 metros. Horton com 27:69 contra 27:35 de Jaeger.

1500 livre feminino –

10604541_10152615170061069_5865243858328039442_o
Foi a mais impressionante performance da natação moderna. A americana Katie Ledecky chegou ao seu quinto recorde mundial em 2014 baixando a marca dos 1500 livre em seis segundos com 15:28:36. O tempo foi tão impressionante que a neo-zelandesa Lauren Boyle fez o segundo melhor tempo do mundo na temporada chegando 27 segundos atrás.
Ledecky esteve no ritmo de recorde mundial desde o princípio com parciais fortíssimos de 4:06:57 nos 400 livre e 8:16:90 nos 800. Ledecky abriu os primeiros 100 metros com 59:34 e fechou os últimos 100 com 59:84.
A marca anterior era de 15:34:23 feita em julho numa competição no Texas. Lá, Ledecky nadou sozinha, hoje não foi diferente. Na altura dos primeiros 500 metros ela já tinha seis segundos de vantagem sobre a mais próxima adversária.

katie-ledecky-pan-pacs-2014-13-1024x681
Confira os parciais de Katie Ledecky de hoje e do recorde anterior:
Pan Pacs – 59:34, 2:01:85, 3:04:03, 4:06:57, 5:09:13, 6:11:76, 7:14:25, 8:16:90, 9:19:11, 11:20:96, 11:23:08, 12:24:95, 13:26:65, 14:28:52, 15:28:36
Texas Invitational – 59:81, 2:02:31, 3:04:84, 4:07:21, 5:09:09, 6:11:42, 7:13:71, 8:16:18, 9:18:96, 10:21:80, 11:24:64, 12:27:61, 13:30:98, 14:33:53, 15:34:23.
Lauren Boyle que bateu o recorde mundial dos 1500 livre em piscina curta na semana passada e foi bronze no Mundial de Barcelona no ano passado (15:44:71), ficou num distante terceiro lugar com 15:55:69.
O bronze ficou para Brittany MacLean com 15:57:15, terceiro melhor tempo do mundo e novo recorde nacional do Canadá. MacLean se tornou na primeira canadense a quebrar os 16 minutos nos 1500 livre.
A chilena Kristel Kobrich ficou em quinto lugar com 16:30:74. Kobrich venceu os Jogos Odesur em março deste ano com 16:15:89. A marca já foi o melhor tempo do mundo na temporada e hoje aparece em 16o lugar no ranking mundial.

200 medley feminino –

caitlin-leverenz-pan-pacs-2014-11-1024x682
Maya Dirado dos Estados Unidos nadou pela primeira vez abaixo dos 2:10 ao vencer a prova com 2:09:93. A americana só tomou a ponta nos últimos 50 metros fechando com 30:57. A australiana Alicia Coutts ficou em segundo não conseguindo conter o ataque da americana. Coutts nadou para 2:10:25, ela que havia nadado para 2:08:89 no Campeonato Australiano em abril, terceiro tempo do ranking mundial de 2014.
Caitlin Leverenz completou o pódio com 2:10:67.
Maya Dirado com os 2:09:93 igualou o recorde de campeonato que é de Emily Seebohm desde 2010. A marca lhe coloca como o quarto melhor tempo do mundo em 2014.
Seus parciais:
28:76, 32:31, 38:29 e 30:57, 2:09:93.

200 medley masculino –
Assistimos Thiago Pereira perder mais uma medalha nos últimos 50 metros. Mesmo virando em primeiro na altura dos 150 metros, Thiago e seu final de 29:70 não foram suficientes para contar os ataques do japonês Kosuke Hagino que fechou com 27:82 para vencer com 1:56:02, de Michael Phelps que fechou com 27:18 para ficar em segundo com 1:56:04 e outro japonês Daiya Seto fechando com 28:68 para 1:57:72.
Thiago nadou para 1:57:83, seu melhor tempo este ano, pulando do 11o posto no ranking mundial para a oitava posição. Seu melhor nesta temporada havia sido no Maria Lenk, quando nadou até meio doente com 1:57:98.
A melhor marca de Thiago é 1:55:55 do Mundial de Roma em 2009. Sem trajes, o seu melhor 1:56:30 feitos no Mundial do ano passado. Na sua carreira, são apenas um 1:55, duas vezes nadando na casa dos 1:56 e outras 14 para 1:57.
Parciais de Thiago hoje:
25:05, 29:00, 34:08 e 29:70, 1:57:83.
Kosuke Hagino venceu com 1:56:02, exatamente o mesmo tempo que Ryan Lochte fez para vencer a final B. Comparando os tempos de Hagino e Lochte vencendo as duas finais:
Hagino – 24:99, 29:16, 34:05, 27:82
Lochte – 24:68, 29:05, 33:76, 28:53
Michael Phelps estava na frente de Hagino mas deu chances para o japonês fechar melhor e acabou perdendo a prova por apenas dois centésimos.

50 livre feminino –
Novo recorde australiano, melhor marca pessoal e melhor tempo dos 50 livre sem trajes para Cate Campbell com 23:96. O tempo iguala o que a britânica Fran Halsall fez para vencer no Commonwealth Games.
Dobradinha australiana com Bronte Campbell chegando em segundo lugar com 24:56. A canadense Chantal Van Landeghem nadando na raia 8 fez 24:69 levando o terceiro lugar. A americana Simone Manuel ficou em quarto com 24:70 seguida pelas brasileiras Graciele Herrmann em quinto com 24:78 e Etiene Mederios 25:07.
Graciele nadou pela quarta vez na casa dos 24 segundos. Foi a sua segunda melhor marca dois centésimos a mais do que o seu recorde sul-americano.
Etiene não conseguiu repetir os 24 segundos que havia feito na eliminatória (24:99) e estes 25:07 é sua segunda melhor marca.
Na final B, Alessandra Marchioro nadou melhor do que nas eliminatórias (25:48) com 25:37 chegando na 11a colocação.

50 livre masculino –

Treino, Botafogo
Bruno Fratus teve uma saída sensacional e conseguiu liderar de ponta a ponta para fazer a sua melhor marca pessoal, quebrar o recorde de campeonato (21:55) e ganhar a quarta medalha do Brasil no Pan Pacífico, a primeira de ouro.
Anthony Ervin que não teve uma boa saída ficou em segundo com 21:73 e seu compatriota Nathan Adrian em terceiro com 21:80.
Marcelo Chierighini que havia sido quarto lugar na eliminatória (22:21) ficou em oitavo lugar com 22:46.
Na final B, Nicholas Santos depois de fazer 22:75 nas eliminatórias decidiu fazer os 50 de borboleta e terminou em 16o lugar com 23:35.

200 peito feminino –

kanako-watanabe-pan-pacs-2014-3-1024x682
Dobradinha japonesa com Kanako Watanabe e Rie Kaneto. Watanabe fez 2:21:41 e Kaneto 2:21:90. O bronze ficou para a australiana Taylor McKeown com 2:22:89. Micah Lawrence dos Estados Unidos estava na liderança da prova nos primeiros 100 metros e acabou em quinto lugar com 2:24:60.
A brasileira Ana Carla Carvalho nadou apenas nas eliminatórias fazendo 2:38:67, sua primeira vez abaixo dos 2:40 desde o fim da era dos trajes.

200 peito masculino –

kosuke-hagino-pan-pacs-2014-1024x682
De ponta a ponta o japonês Yasuhiro Koseki venceu os 200 peito com 2:08:57 sendo apertado pelo americano Nicolas Fink no final terminando em segundo lugar com a melhor marca pessoal de 2:08:94. Outro japonês, Kazuke Kohinata ficou em terceiro com 2:10:14
O brasileiro Tales Cerdeira terminou na quinta colocação com 2:11:49, seu melhor na temporada. Tales tem 2:09:31 do Maria Lenk de 2009 e seu melhor sem trajes foi nos Jogos de Londres com 2:09:77 quando chegou as semfiinais da prova. Na sua carreira, Tales já nadou duas vezes no 2:09, quatro vezes para 2:10 e agora sete vezes para 2:11.
Thiago Simon, finalmente, fez a sua estréia no Pan Pacífico. Nadou os 200 peito com 2:13:89. Seu melhor é 2:11:99 feitos no Maria Lenk deste ano.
Parciais dos brasileiros:
Tales – 29:91, 1:03:50 (33:59), 1:37:36 (33:86), 2:11:49 (34:13)
Thiago – 29:81, 1:03:37 (33:56), 1:38:01 (34:64), 2:13:89 (35:88).
Kevin Cordes fez o segundo tempo da prova com 2:10:01 nas eliminatórias, porém foi retirado da final e poupado para nadar o revezamento.

Revezamento 4×100 medley feminino –

podium-selfie-pan-pacs-2014-2-1024x682-1
A Austrália teve a campeã dos 100 costas, a campeã dos 100 borboleta e a vencedora dos 100 livre. O favoritismo era total e a equipe não decepcionou liderando de ponta a ponta vencendo com 3:55:49, melhor tempo do mundo em 2014. Emily Seebohm abriu com 59:44, Lorna Tonks fez 1:07;44, Alicia Coutts 56:76 de borboleta e Cate Campbell fechou com 51:85 de crawl.
As americanas ficaram em segundo lugar com 3:57:41 em destaque para o parcial de Jessica Hardy no peito com 1:06:35.
O Canadá surpreendeu o Japão levando o terceiro colugar com 3:59:85 contra 4:00:38 das japonesas.
O Brasil ficou em quinto lugar com 4:05:80. Parcial da equipe brasileira:
Etiene Medeiros 1:01:74, Ana Carla Carvalho 1:09:65, Daynara de Paula 59:43 e Graciele Herrmann 54:98.
As australianas quebraram uma sequência de vários anos das americanas em competições internacionais de primeira força. A última vez que o time americano não venceu o 4×100 medley feminino foi em 2009 no Mundial de Roma quando a equipe deu uma bobeada e não passou das eliminatórias. Na época, a China foi campeã e a Austrália vice.
Desde então, Pan Pacífico 2010, Mundial de Shanghai em 2011, Olimpíada de Londres em 2012 e Mundial de Barcelona em 2013, sempre deu Estados Unidos.

Revezamento 4×100 medley masculino –
Os americanos confirmaram o favoritismo e venceram com facilidade a prova estabelecendo um expressivo 3:29:94. Matt Greevers abriu com 53:10, Kevin Cordes 58:64 de peito, Michael Phelps 50:60 de borboleta e Nathan Adrian 47:60 de crawl.
O Japão ficou em segundo lugar com 3:32:08 destacando o parcial de Ryosuke Irie que abriu o costas com 52:99.
Austrália em terceiro com Cameron McEvoy fechando com 47:63.
O Brasil foi quarto lugar com 3:34:94. Parciais da equipe brasileira:
Guilherme Guido 54:55, Felipe França 59:70, Thiago Pereira 51:85 e Marcelo Chierighini 48:84.
O time americano venceu e não levou o título do Mundial do ano passado por ter sido desclassificado com a saída escapada de Kevin Cordes. A França venceu com 3:31:51. Melhor que o 3:29:94 dos americanos hoje só o tempo do ouro em Londres 2012 com 3:29:35.

team-usa-pan-pacs-2014-11-720x500

Resultados completos da competição:

http://liveresults.swimming.org.au/sal/2014PP/

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *