Na última prova do dia, medalha de ouro para o Brasil com Bruno Fratus liderando de ponta a ponta a “sua”
prova. Confira a terceira etapa do GP de Santa Clara prova a prova:

400 medley feminino –
Elizabeth Beisel já tinha sido as melhor nas eliminatórias com 4:41:90. Na final, nadou ainda melhor 4:33:52, quarto melhor tempo do mundo este ano. Seu melhor era 4:39:68 no GP de Mesa em abril.
Seus parciais: 1:04:08, 2:12:87, 3:30:94 e 4:33:52. É o melhor tempo em temporada de Beisel.
Becca Mann ficou em segundo com 4:39:78 e Caitlin Leverenz completou o pódio todo americano com 4:43:05.
A venezuelana Andreina Pinto ameaçou quebrar o seu próprio recorde nacional de 4:48:02 nas eliminatórias ao nadar para 4:49:75, mas caiu muito na final e terminou em nono lugar com 4:52:54.

400 medley masculino –
Chase Kalisz passou o borboleta em segundo, 57:58, atrás do sul-africano Sebastian Rousseau 57:23, mas depois disso, tomou a frente e abriu ainda mais com o seu tradicional fantástico parcial de peito, desta vez 1:09:61.
Vitória de Kalisz com 4:11:71, quinto tempo do mundo este ano, Rousseau em segundo com 4:17:49 e Jay Litherland em terceiro com 4:18:29.
Kalisz havia feito 4:16:38 quando venceu o GP de Charlotte no mês passado.
Na final B, mesmo depois de uma manhã nadando para 4:30, Oussama Mellouli venceu nadando na raia 9 marcando 4:19:13.

200 livre feminino –
Primeira vitória de Missy Franklin no GP. Desta vez, não deu chances as adversárias como ontem nos 100 livre, onde nadou o tempo todo atrás de Simone Manuel e acabou em segundo lugar. Desta vez, foi de ponta a ponta. Marcou 1:56:96, 12o tempo do mundo este ano.
Seus parciais: 27:86, 57:42, 1:27:18 e 1:56:96.
Cierra Runge chegou em segundo com 1:58:35 e Simone Manuel foi bronze com 1:59:01.
Allison Schmitt, que é nona no ranking mundial de 2014, ficou em sétimo lugar com 2:00:66.

200 livre masculino –
Yannick Agnel liderou quase a prova toda e venceu com 1:46:99 depois de passar os primeiros 100 metros com 52:47. Michael Phelps ficou em segundo com 1:48:20 e Conor Dwyer completou o pódio do North Baltimore Aquatic Club com 1:48:36.
Agnel ocupa o terceiro posto do ranking mundial de 2014 com 1:45:63 feitos na seletiva francesa em abril.
Phelps havia nadado nas eliminatórias do GP de Charlotte 1:51:69. Nas eliminatórias de hoje, 1:49:61. E agora 1:48:20, uma melhora e tanto principalmente comparada com os seus 100 borboleta que parece “empacado” neste seu retorno.
Parciais dos três primeiros:
Agnel 24:97, 52:47 (27:50), 1:20:08 (27:61) e 1:46:99 (26:91)
Phelps 25:08, 52:51 (27:43), 1:20:44 (27:93), e 1:48:20 (27:76)
Dwyer 24:88, 52:72 (27:84), 1:20:27 (27:55) e 1:48:36 (28:09)

200 costas feminino –
Missy Franklin saiu dos 200 livre para liderar a prova até os primeiros 100 metros, mas sentiu e não conseguiu segurar Elizabeth Beisel que também havia nadado antes (venceu os 400 medley). E ainda teve outra Elizabeth, a Pelton que também nadou os 200 livre e fechou bem fazendo um equilibrado pódio com as três americanas na casa dos 2:09.
Vitória de Elizabeth Beisel com 2:09:11, sexto tempo do mundo este ano, Elizabeth Pelton em segundo 2:09:73 e Missy Franklin em terceiro 2:09:86. Missy havia nadado no mês passado no Canadá para 2:09:57, seu melhor este ano e ocupando a 10a posição no ranking mundial de 2014.

200 costas masculino –
De ponta a ponta e sem adversários. Arkady Vyatchanin fez o quinto tempo do mundo em 2014 baixando três centésimos do tempo que havia vencido no GP de Charlotte no mês passado. Venceu com 1:55:30 com os parciais:
27:51, 56:89, 1:26:41 e 1:55:30.
Tyler Clary ficou num distante segundo lugar com 1:58:41 e Connor Green em terceiro com 1:59:26.
O colombiano Omar Pinzon, atual recordista sul-americano da prova, ficou em oitavo lugar com 2:03:15.

50 livre feminino –
Ninguém quebrou o 25. Vitória de Cheyenne Coffman com 25:12, Madison Kennedy em segundo 25:23 e Amy Bilquist em terceiro 25:32.

50 livre masculino –
Fechando o dia com ouro para o Brasil. Bruno Fratus já tinha sido o mais rápido nas eliminatórias com 22:53. Na final, liderou de ponta a ponta e venceu fácil com 22:03 deixando Anthony Ervin num distante 22:58 e Josh Schneider em terceiro com 22:63.
Fratus ganhou sua quarta medalha na prova dos 50 livre no Circuito dos GPs americanos. Ele foi bronze em novembro do ano passado no GP de Minneapolis com 19:48 nas 50 jardas livre. Depois venceu os 50 livre no GP de Orlando em fevereiro com 22:00. Foi prata no GP de Charlotte com 22:27 e agora completou com mais um ouro para 22:03.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *