BqnOZyqCAAEZGhF.jpg-large

Michael Phelps venceu os 100 borboleta empatado com Thomas Shields no segundo dia do Grand Prix de Santa Clara, mas não gostou nem um pouco da sua marca de 52:11. Ainda mais depois do treinamento de altitude em Colorado Springs por três semanas.

Veja como foi a etapa prova a prova:

100 livre feminino –
Simone Manuel liderou de ponta a ponta e bateu Missy Franklin na primeira final da noite por sete centésimos. Venceu com 54:44 contra 54:51 de Missy Franklin. No parcial, Manuel passou com 26:47 e voltou com 27:97. Allison Schmitt chegou em terceiro lugar com 55:08.

100 livre masculino –

Entrada de Phelps para os 100 livre.

Entrada de Phelps para os 100 livre.

Assim como no feminino, Nathan Adrian também liderou de ponta a ponta. Passou para 22:96, único a quebrar a barreira dos 23 segundos. Venceu com 48:17, seu quinto 48 da temporada.
Michael Phelps chegou em segundo lugar com 48:80 com parciais de 23:73 e 25:07. Foi o primeiro 48 de Phelps na sua volta ele que havia se classificado com 49:99.
Conor Dwyer completou o pódio num distante 49:76.
O brazuca Marcelo Chierighini chegou em nono lugar com 50:94. Ele que havia nadado melhor nas eliminatórias com 50:66. Chierighini passou com 23:90 e voltou com 27:04.
Bruno Fratus nadou na final B chegando em 13o lugar com 50:84. Nas eliminatórias, Bruno havia nadado para 51:04.
Os parciais de Bruno 23:86 e 26:98 na final, 24:17 e 26:876 na eliminatória.

Phelps cumprimenta Adrian.

Phelps cumprimenta Adrian.

200 peito feminino –
Micah Lawrence havia sido a única abaico dos 2:30 nas eliminatórias. Na final, liderou de ponta a ponta com os seguintes parciais: 33:40, 1:11:28, 1:49:22 e 2:26:53.
Laura Sogar chegou em segundo com 2:29:57 e Annie Zhu completou o pódio com 2:30:02.
Micah Lawrence nadou melhor no GP de Charlotte com 2:24:68, marca que lhe deixa como 11a do ranking mundial da temporada.

200 peito masculino –
Felipe Lima nadou na final B. Liderou os primeiros 100 metros, mas acabou em 4o na série, 12o no geral com 2:16:89. Seus parciais: 30:69, 1:05:83, 1:41:05 e 2:16:89. Nas eliminatórias havia nadado para 2:17:59.
Na final A, vitória do recordista americano de jardas, Kevin Cordes, que liderou a prova toda e fez 2:11:82, marca que não entra no Top 20 do mundo este ano.
Seus parciais: 30:22, 1:03:76, 1:37:81 e 2:11:82.
O pódio foi completado por Chase Kalisz 2:12:43 e BJ Johnson 2:12:55.

400 livre feminino –
Pódio sem americanas. Boa prova e melhor marca em 2014 para Lotte Friis da Dinamarca que treina no North Baltimore Aquatic Club. Venceu com 4:06:83, 15o tempo do mundo este ano. Seus parciais foram 1:00:56, 2:03:21, 3:05:78 e 4:06:83.
A canadense Brittany McLean chegou em segundo com 4:07:23 e a venezuelana Andreina Pinto em terceiro com 4:07:25.

400 livre masculino –
Connor Jaeger venceu os 400 livre assumindo a liderança depois dos 250 metros. Venceu com 3:47:98 baixando dos 3:48:89 que havia vencido o GP de Charlotte. Melhorou sua posição do ranking mundial de 17o para 12o em 2014.
Michael McBroom, campeão dos 800 ontem, chegou em segundo com 3:49:26 e o canadense Ryan Cochrane completou o pódio com 3:50:84.
Na final B, Oussama Mellouli chegou em 10o lugar com 3:53:63. O argentino Martin Naidich ficou em 13o lugar com 3:55:05.

100 borboleta feminino –
Americanas continuam de fora do Top 20 do mundo em 2014 nesta prova. Felicia Lee liderou de ponta a ponta para vencer com 59:62 depois de passar os primeiros 50 metros com 27:97. Kelly Naze em segundo com 1:00:22 e o Noelle Tarazona em terceiro com 1:00:38.
A 20a posição do ranking mundial de 2014 é da brasileira Daynara de Paula empatada com a alemã Alexandra Wank com 58:49.

100 borboleta masculino –
Um empate! Michael Phelps passou um pouco atrás de Thomas Shields nos primeiros 50 metros, 24:55 contra 24:68 de Phelps, mas saiu bem atrás na parte submersa da virada. Foi se recuperando até tocarem juntos na parede com 52:11. Phelps que havia sido segundo em Mesa com 52:13 e venceu em Charlotte com os mesmos 52:13, não ficou nada satisfeito com os 52:11 depois deo treinamento de altitude. Saiu da piscina sem cumprimentar a Shields.
Eugene Godsoe que já nadou pelo Flamengo e esteve no Brasil para o Raia Rápida do ano passado ficou em terceiro lugar com 53:11, exatamente um segundo atrás dos vencedores.

Este vídeo é das eliminatórias e mostra a virada de Phelps em tomada submersa tendo nadado para 52:57.

2 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *