Thiago vence os 200 medley.

Thiago vence os 200 medley.

Poderiam ter sido duas vitórias, mas os 100 livre não foi o que todos queríamos. Último dia do Grand Prix de Charlotte em análise prova a prova:

800 livre feminino –
Segunda vitória da dinamarquesa Lotte Friis, agora mais apertada sobre a jovem americana Becca Mann, sua companheira de North Baltimore Aquatic Club. Aliás, o time do NBAC fez os quatro primeiros lugares da prova.
Friis 8:26:16, sétimo tempo do mundo este ano e supera o tempo que havia feito no GP de Austin em janeiro com 8:28:65.
Becca Mann em segundo com 8:26:43, nono tempo do mundo. Depois Gillian Ryan com 8:34:23 completando o pódio.

200 medley feminino –
Quinta vitória de Katinka Hosszu no GP a sua primeira das duas deste último dia. Venceu com 2:10:80 liderando desde o borboleta quando abriu com 28:23, 33:44 de costas, 38:06 de peito e 31:07 de crawl. No Maria Lenk, ela nadou um pouco melhor, 2:10:60, tempo que lhe deixa na sexta posição do ranking mundial deste ano.
Kathleen Baker chegou num distante segundo lugar com 2:13:17 e Melanie Margalis em terceiro com 2:13:36.
Becca Mann saiu dos 800 livre direto para os 200 medley e chegou em quarto lugar com 2:16:43. Incrível!

200 medley masculino –
Vitória de Thiago Pereira de ponta a ponta e fazendo um expressivo 1:58:44. Abriu forte no borboleta com 25:55, 29:74 de costas, 34:12 no peito e fechou com 29:03 no crawl. No Maria Lenk, ele havia vencido com 1:57:98.
Conor Dwyer chegou em segundo com 2:00:06 e Chase Kalisz foi terceiro com 2:00:80.
Thiago chega a 48 vezes abaixo dos 2 minutos nos 200 medley. Abaixo dos 1:59 foi a 33a vez. O melhor de Thiago é 1:55:55 ainda da era dos trajes e o melhor sem trajes no Mundial de Barcelona no ano passado com 1:56:30.
Este ano, Thiago já nadou três vezes abaixo dos dois minutos nos 200 medley. No Maria Lenk 1:57:98, no Brasileiro Senior 1:59:58 e agora no GP de Charlotte 1:58:44.

200 costas feminino –
Katinka Hosszu fechou sua participação com a sexta vitória marcando 2:10:12, seu melhor este ano superando os 2:11:46 que tinha feito no Maria Lenk defendendo o Corinthians. A disputa aconteceu apenas nos primeiros 100 metros, onde Katinka virou com 1:03:65 contra Megan Romano com 1:03:87. Entretanto, no segundo parcial, Katinka abriu com um parcial de 1:06:47 vencendo 2:10:12 contra 2:11:46 de Megan Romano. Hannah More chegou em terceiro com 2:12:20.

200 costas masculino –

Vyathchanin depios dos 200 costas.

Vyathchanin depios dos 200 costas.

O melhor desempenho masculino da competição. O “sem pátria” Arkady Vyatchanin mandou o quarto tempo do mundo com 1:55:33 com os seguintes parciais:
26:69, 55:64 (28:95), 1:25:24 (29:60) e 1:55:33 (30:09).
O líder do ranking mundial é Ryosuke Irie com 1:53:91 feitos na seletiva japonesa em abril.
Tyler Clary que ficou em 5o nos 200 medley (2:03:78) chegou em segundo lugar com 1:58:03 e o colombiano Omar Pinzon em terceiro com 1:59:76.
Pinzon é o recordista sul-americano da prova com 1:56:40 e voltou a competir oficialmente neste GP. Ele estava suspenso por doping desde dezembro de 2012, porém teve a sua suspensão cancelada pelo TAS/CAS retornando a natação competitiva.

100 livre feminino –
Uma prova bem disputada e com alternância de liderança. Arianna Vanderpool de Bahamas abriu na frente com 26:48, mas terminou em quarto lugar com 55:42. Venceu Allison Schmitt com 54:65 que passou em terceiro com 26:82 e voltou 27:83. Madison Kennedy chegou em segundo com 54:93 e Megan Romano em terceiro com 55:07.

100 livre masculino –
A prova não saiu como a gente “esperava e torcia”, mas apareceu um resultado interessante. Bruno Fratus nadou muito bem pela manhã e com os 49:47 teria vencido a prova. Na final, não foi o mesmo nadador.
Anthony Ervin saiu na frente abrindo com 22:91, único abaixo dos 23 segundos. Fratus, na virada, era o terceiro com 23:56, ainda acima dos 23:27 feitos na eliminatória.
Na volta, o destaque foi o francês Yannick Agnel que passou em sexto com 24:17, mas voltou com 25:34. No final, empate! Ervin e Agnel empataram com 49:51.
Conor Dwyer chegou em terciero com 49:72.
Bruno Fratus com parciais de 23:56 e 26:57 ficou em quinto lugar com 50:13. Pela manhã, havia sido 23:27 e 26:20 para 49:47.
Thiago Pereira chegou em sexto lugar com 50:61 com parciais de 24:64 e volta de 25:97. Thiago, mesmo saindo dos 200 medley, teve a segunda melhor volta da prova. Melhor que os 25:97 de Thiago só o francês Yannick Agnel com 25:34.

1500 livre masculino –
Se o North Baltimore Aquatic Club dominou os 800 livre feminino, os 1500 livre masculino foi do Club Wolverine. Venceu Connor Jaeger com 15:11:46, seguido de Michael Klueh com 15:22:63 e Sean Ryan em terceiro com 15:27:23.
O 15:11:46.
Foi o primeiro 1500 livre de Connor Jaeger desde o Mundial de Barcelona quando fez 14:47:96 e ficou na quarta colocação. O melhor tempo americano de 2014 é de Michael McBroom com 15:08:86 feitos no GP de Mesa em abril.

Resultados completos:

http://charlotteultraswim.com/results14/index.htm

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *