Recordes nacionais na Itália, Espanha, Japão e um recorde continental também na seletiva japonesa. Confira o que rolou neste sábado acompanhando as seletivas pelo mundo.

ITÁLIA –

Magnini segura a mão da nova estrela D'Arrigo.

Magnini segura a mão da nova estrela D’Arrigo.

Recorde italiano nos 50 costas masculino e o aparecimento de duas novas jovens estrelas. O recorde foi com Niccolo Bonacchi de 20 anos, marcando 24:65 superando os 24:77 de Mirco Di Tora ainda do Mundial de 2009. A outra estrela é o jovem Andrea Mitchell D’Arrigo de 18 anos e que venceu o seu primeiro título absoluto italiano na prova dos 200 livre batendo Fillipo Magnini no final por 4 décimos.

D’Arrigo já tem até seu próprio website: http://www.andreamitchell.it/tag/andrea-mitchell-darrigo/

O Campeonato Italiano da Primavera terminou hoje classificando os primeiros atletas para a Seleção que irá disputar o Europeu em agosto em Berlim na Alemanha. A classificação final da equipe sai das competições de verão do Mare Nostrum, Sette Colli e do Aberto da França.

Vencedores de hoje em Riccione:
100 peito feminino – Arianna Castiglioni 1:08:13
200borboleta masculino – Francesco Pavone 1:57:73
50 livre feminino – Erica Ferraioli 25:37
50 costas masculino – Niccolo Bonacchi 24:65 recorde italiano
800 livre feminino – Aurora Ponsele 8:27:65
200 peito masculino – Luca Pizzini 2:10:84
200 medley feminino – Stefania Pirozzi 2:13:68
200 livre masculino – Andrea Mitchell D’Arrigo 1:47:18

FRANÇA –

1011794_620921864662769_2814200411523444191_n

Florent Manaudou confirmou o favoritismo e venceu a prova dos 100 livre na Seletiva Francesa com o seu melhor tempo nesta têmporada 48:69, mas mais uma vez ficando abaixo do esperado. Isto porque no mês passado disputou a competição em Sabadell na Espanha, ainda sem descansar nadando para 48:79.

Se Manaudou não fez o seu melhor tempo pessoal (48:41 do ano passado), pelo menos a equipe do Marseille pode comemorar primeiro, segundo, terceiro, quarto e quinto colocados na final dos 100 livre. Depois de Manaudou 48:69, veio Mehdy Mettella 48:72, Fabien Gillot 48:73, Gregory Mallet 49:34 e Clement Mignon 49:44. É a primeira vez na história da natação francesa que um clube vai ter todos os nadadores do revezamento para o Campeonato Europeu.

Se o Marseille foi bem, Yannick Agnel nem tanto. Ficou num decepcionante sexto lugar com 49:52. Mesmo com as vitórias nos 400 livre com tempo muito fraco e nos 200 livre também não baixando muito do que havia feito no Grand Prix de Austin, sua performance ficou bem abaixo do que se esperava.

Outra prova boa do dia, os 200 livre feminino com Camille Muffat vencendo com 1:57:05, sétimo tempo do mundo. Todas as quatro primeiras classificadas, o revezamento do Europeu, abaixo dos dois minutos.

Resultados de hoje em Chartres:
50 livre feminio – Anna Santamans 25:01
1500 livre feminino – Morgane Rothon 16:32:84
100 borboleta masculino semifinal – Melhor tempo Jeremy Stavius 53:54
200 borboleta feminino – Lara Grangeon 2:11:57
200 costas masculino semifinal – Melhro tempo Eric Ress 2:00:07
200 livre feminino – Camille Muffat 1:57:05
400 medley masculino – David Verraszto da Hungria 4:14:91
200 peito feminino semifinal – Melhor tempo Fanny Deberghes 2:31:76
100 livre masculino – Florent Manaudou 48:69

JAPÃO –

l6120311

Duas vitórias e um recorde nacional e outro asiático para Kousuke Hagino no terceiro dia da Seletiva Japonesa. Ele venceu os 400 livre com 3:43:90, segundo tempo do mundo em 2014, e assumindo a liderança do ranking mundial os 200 medley com 1:55:38.

Nos 400 livre, Hagino supera o recorde japonês de 3:44:82 feitos na medalha de prata do Mundial de Barcelona no ano passado. Nos 200 medley, o recorde foi asiático. A marca também era dele com 1:55:74. Lembrando que ele foi prata em Barcelona no Mundial com 1:56:24.

Até agora, Hagino acumula quatro títulos na competição: 200 e 400 medley, 200 e 400 livre e uma medalha de prata nos 100 costas.

Outro destaque do dia, Daiya Seto venceu os 200 borbolet acom 1:54:84, dois centésimos mais lento do que havia feito no BHP Billiton Aquatic Super Series na Austrália em fevereiro. O sul-africano Chad Le Clos mantém a liderança do ranking mundial com 1:54:56 feitos na seletiva esta semana.

800 livre feminino – Asami Chida 8:36:92
50 costas feminino – Miyuki Takemura 28:32
50 costas masculino – Junya Koga 24:68
100 livre feminino – Miki Uchida 54:78
400 livre masculino- Kousuke Hagino 3:43:90 novo recorde nacional
200 borboleta feminino – Natsumi Hoshi 2:05:98
200 borboleta masculino – Daiya Seto 1:54:84
200 medley feminino – Kanako Watanabe 2:11:04
200 medley masculino – Kousuke Hagino 1:55:38 novo recorde nacional

ESPANHA –

miresgg

Um dia após se tornar “Embaixatriz Mundial da Speedo”, Mireia Belmonte venceu a última prova do dia no Campeonato Espanhol da Primavera, os 1500 livre com novo recorde espanhol e melhor marca do mundo este ano. Os 15:58:07 são os primeiros sub 16 minutos do ano e quebram os 16:05:34 feitos no Europeu de 2012, sua antiga marca nacional.

Os parciais de Mireia foram:
1:00.63; 2:04.56; 3:08.40; 4:12.37; 5:16.06; 6:20.15; 7:24.23; 8:28.68; 9:32.83; 10.37.09; 11:41.42; 12:45.82; 13:50.11; 14:54.68; 15:58.07.

Agora, no ranking mundial, depois de Mireia Belmonte, a italiana Martina Caramignoli com 16:11:70 feitos na seletiva italiana esta semana e em terceiro lugar a chilena Kristel Kobrich com 16:15:89 na sua vitória do Odesur em março no Chile.

Vencedores de sábado em Palma de Mallorca:
50 peito masculino – Hector Espinosa Monteagudo 28:24
50 peito feminino – Jessia Val Montero 31:29 recorde de campeonato
100 livre masculino – Bruno Ortiz 49:66
100 livre feminino – Fatima Gallardo 55:37
100 costas masculino – Miguel Rando Galvez 54:69
100 costas femiino – Mercedes Peris Minguet 1:01:49
800 livre masculino – Marc Sanchez 7:54:42
1500 livre feminino – Mireia Belmonte 15:58:07 recorde espanhol

ÁFRICA DO SUL –

No dia que Chad Le Clos completou 22 anos ele descansou. Sua maratona de oito provas terminou ontem e ao que tudo indica é a única chance de medalha de ouro do país para o Commonwealth Games. Na etapa de hoje, cinco provas apenas Roland Schoeman e seus 22:11 foram os suficientes para garantir uma das vagas para a Seleção. Rene Warnes venceu os 400 medley e ficou a um segundo do índice estabelecido pela Federação.

Vencedores do último dia da Seletiva da África do Sul em Durban:
50 livre masculino – Roland Schoeman 22:11
200 borboleta feminino – Vanessa Mohr 2:19:50
200 peito masculino – Jarred Crous 2:14:86
400 medley feminino – Rene Warnes 4:45:72
1500 livre masculino – Myles Brown 15:19:30

GRÃ-BRETANHA –

A prova dos 100 peito masculino era a mais aguardada da competição. Desde os bons tempos de Ross Murdoch no Grand Prix de Austin nos Estados Unidos, depois as boas performances de Adam Peaty em competições internacionais e o bom resultado de Michael Jamieson com o melhor tempo do mundo nos 200 peito.

Murdoch foi o vencedor largando logo na frente com parcial de 27:77 e vencendo com 59:56, novo recorde escocês e terceiro melhor tempo do mundo. Peaty ficou em segundo, passando com 27:86, marcou 59:79, quarto tempo do mundo. Jamieson chegou em terceiro com 1:00:53.

Fran Halsall depois de perder os 100 borboleta ontem, venceu duas provas hoje, os 50 livre e 50 borboleta. Mesmo assim, havia nadado melhor este ano quando fez 24:38 nos 50 livre do Meeting de Marseille em março.

Faltando três dias para o fim da seletiva britânica, os vencedores de hoje:
200 borboleta masculino – Roberto Pavoni 1:57:20
50 livre feminino – Fran Halsall 24:51
200 peito feminino – Sophie Taylor 2:24:66
50 costas masculino – Chris Walker-Hebborn 25:20
50 borboleta feminino – Fran Halsall 25:88
100 livre masculino – Calum Jarvis 49:54
100 costas feminino – Georgia Davies 59:78
100 peito masculino – Ross Murdoch 59:56

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *