Paltrinieri recorde italiano nos 1500 livre.

Paltrinieri recorde italiano nos 1500 livre.

Dia com recordes nacionais na Itália, Espanha e Japão. Confira o Diário das Seletivas ao redor do mundo nesta sexta-feira:

ÁFRICA DO SUL –

Os irmãos Le Clos na competição em Durban.

Os irmãos Le Clos na competição em Durban.

Terminou a semana para Chad Le Clos. Ainda falta um dia para o fim da Seletiva da África do Sul em Durban, mas Le Clos já completou suas oito provas vencendo sete delas. Hoje foram duas. Venceu os 100 borboleta com 52:14 ficando a apenas um centésimo do melhor tempo do mundo este ano que pertence ao alemão Steffen Deibler e fechou o seu repertório com 1:57:94 nos 200 medley, quarto tempo do mundo em 2014.

Cameron van der Burgh venceu os 50 peito com 27:29, mas tinha feito melhor na semifinal com 27:05, segundo tempo do mundo este ano.

Vencedores da etapa em Durban na África do Sul:
100 borboleta masculino – Chad Le Clos 52:14
50 livre feminino – Trudi Maree 25:78
50 peito masculino – Cameron van der Burgh 27:29
200 costas feminino – Karin Prisloo 2:10:32
50 livre masculino semifinal – Melhor tempo Roland Schoeman 22:04
100 peito feminino – Tara Nicholas 1:08:59
100 costas masculino – Darren Murray 54:98, em 9o Nelson Silva Jr. 57:66
400 livre feminino – Karin Prinsloo 4:12:98
50 costas feminino – Jessica Ashley-Cooper 29:25
200 medley masculino – Chad Le Clos 1:57:94

GRÃ-BRETANHA –

Roberto Pavoni.

Roberto Pavoni.

James Guy venceu sua segunda prova, agora os 200 lire, Adam Peaty fez o melhor tempo na semifinal dos 100 peito nadando para 59, mas o melhor do dia na Grã-Bretanha veio com Roberto Pavoni e seus 4:12:24 nos 400 medley. É sua melhor marca pessoal batendo os 4:12:43 feitos no ano passado e chegando cada vez mais próximo do recorde britânico de Thomas Haffield 4:11:32.

Na final dos 100 borboleta feminino, as três primeiras colocadas nadaram na casa dos 58 segundos e as outras cinco nadadoras para 59. Vencedora foi Rachael Kelly vencendo o seu primeiro título nacional com 58:40 e batendo as favoritas Siobhan Marie O’Connor e Fran Halsall.

Resultados do dia em Glasgow:
50 borboleta masculino – Ben Proud 23:42
50 peito feminino – Sophie Taylor 30:98
200 livre masculino – James Guy 1:47:54
50 livre feminino semifinal – Melhor marca para Fran Halsall 25:02
100 peito masculino semifinal – Melhor marca Adam Peaty 59:83
100 costas feminino semifinal – Lauren Quigley 1:00:01
400 medley masculino – Roberto Pavoni 4:12:24
100 costas masculino – Chris Walker-Hebborn 53:82
100 borboleta feminino – Rachael Kelly 58:40

FRANÇA –

Jordan Coelho.

Jordan Coelho.

Com as semifinais dos 100 livre masculino e 200 livre feminino, a quarta etapa teve em Jordan Coelho na prova dos 200 borboleta o melhor resultado da Seletiva Francesa em Chartres. Coelho nadou para 1:56:95, oitavo tempo do mundo este ano.

Jordan Coelho tem sido o melhor nadador de 200 borboleta da França desde 2011. Seu melhor é 1:56:71 do Campeonato Francês do ano passado. O recorde da prova 1:54:62 é o recorde masculino mais antigo da natação francesa ainda pertencente a Frank Esposito desde 2002.

Na semifinal dos 100 livre masculino, tivemos seis nadando na casa dos 49 segundos. Florent Manaudou foi o melhor com 49:01. Na semifinal dos 200 livre feminino, apenas as duas primeiras abaixo dos dois minutos. A melhor foi Corali Balmy com 1:58:82.

Vencedores do quarto dia da Seletiva Francesa em Chartres:
50 peito feminino – Coralie Dobral 32:14
1500 livre masculino – Joris Bouchaut 15:08:65
200 medley feminino – Evelyn Verraszto da Hungria 2:11:86
100 livre masculino semifinal – Melhor tempo Florent Manaudou 49:01, em segundo Yannick Agnel 49:25
100 costas feminino – Cloe Dredeville 1:01:98
200 peito masculino – Thomas Dahlia 2:11:43
200 livre feminino semifinal – Melhor tempo Coralie Balmy 1:58:82 em segundo Camille Muffat 1:59:52
200 borboleta masculino – Jordan Coelho 1:56:95
200 borboleta feminino semifinal – Melhor tempo Lara Grangeon 2:12:61

ITÁLIA –

Pellegrini 3 ouros até agora.

Pellegrini 3 ouros até agora.

Depois de perder nos últimos 50 metros tanto a prova de 400 como 800 livre para Gabriele Detti, a vingança de Gregorio Paltrinieri veio nos 1500. E de forma impressionante com novo recorde italiano com 14:44:50. O recorde era dele mesmo, no ano passado, medalha de bronze no Mundial de Barcelona com 14:45:37.

O tempo é a melhor marca sem trajes da Europa e assume o liderança do ranking mundial de 2014. O recorde europeu continua com Yuri Prilukov nos Jogos Olímpicos de 2008 em Beijing com 14:41:13.

Os parciais de Paltrinieri:
56:59, 1:55:26, 2:54:23, 3:53:60, 4:52:67, 5:51:94, 6:51:08, 7:50:65, 8:49:93, 9:49:34, 10:48:80, 11:48:45, 12:48:07, 13:47:24, 14:44:50.

Federica Pellegrini venceu sua terceira prova no Italiano, agora os 200 livre com 1:55:69, assumindo a terceira posição do ranking mundial de 2014.

Vencedores em Riccione:
200 livre feminino – Federica Pellegrini 1:55:69
200 medley masculino – Federico Turrini 2:00:34
50 costas feminino – Arianna Barbieri 28:56
50 livre masculino – Luca Dotto 22:10
50 peito feminino – Lisa Fissneider 31:09
1500 livre masculino – Gregorio Paltrinieri 14:44:50 recorde italiano

ESPANHA –

Marc Sanchez.

Marc Sanchez.

Recorde nacional nos 400 medley masculino no segundo dia do Aberto da Primavera na Espanha. Marc Sanchez venceu a prova com 4:15:64 superando os 4:16:98 de Javier Nunes Molano desde 2008. Também foi nos 400 medley, sendo que no feminino a melhor marca do dia. Mireia Belmonte nadou para 4:32:92, tempo líder do ranking mundial de 2014. A marca de Sanchez 4:15:64 é o oitavo do mundo.

Mireia agora soma três títulos na competição, depois de vencer os 200 borboleta e 800 livre no primeiro dia. A sua melhor marca nos 400 medley é 4:31:21 feitos no Mundial de Barcelona.

Vencedores no segundo dia do Espanhol:
50 costas feminino – Mercedes Peris Minguet 28:24
50 costas masculino – Miguel Rando Galvez 25:14
100 borboleta feminino – Judit Ignacio Sorribes 59:32
100 borboleta masculino – Konrad Cerniak da Polonia 53:22
400 medley feminino – Mireia Belmonte 4:32:92
400 medley masculino – Marc Sanchez 4:15:64 recorde espanhol
200 livre feminino – Melanie Costa 1:57:90
200 livre masculino – Manuel Martin 1:48:57

JAPÃO –

Kitajima sétimo nos 100 peito ficou de fora dos 50.

Kitajima sétimo nos 100 peito ficou de fora dos 50.

Um recorde nacional nos 50 peito feminino e algumas boas performances no segundo dia da Seletiva Japonesa em Tóquio. Satomi Suzuki quebrou a sua própria marca nacional dos 50 peito de 31:40 de 2011 para 31:30 ao vencer a final da prova.

No masculino, sem recordes mas bons tempos para Kosuke Hagino vencendo os 200 livre 1:45:89, quarto tempo do mundo e próximo do recorde japonês de Sho Uchida 1:45:24 de 2009. Depois, Hagino entrou na disputa contra Ryosuke Irie nos 100 costas, mas melhor para Irie fazendo 52:57, o seu melhor sem trajes. Irie é o recordista japonês com 52:24 feitos no Mundial de Roma em 2009.

Tivemos o segundo sub 15 minutos nos 1500 livre com Kouhei Yamamoto nadando para 14:59:67, quarto tempo do mundo. O recorde japonês é de Yousuke Miyamoto com 14:57:12 de 2011. Na prova de hoje, Miyamoto ficou em sexto lugar com 15:21:49.

Nos 50 peito masculino, sete dos oito finalistas na casa dos 27 segundos. O vencedor foi Kouichirou Okazaki com 27:63. Kosuke Kitajima que ontem havia ficado em sétimo lugar nos 100 peito não nadou a prova dos 50.

Vencedores do dia no Campeonato Japonês:
1500 livre masculino – Kouhei Yamamoto do Japão 14:59:67
50 peito feminino – Satomi Suzuki 31:30 novo recorde nacional
50 peito masculino – Kouichirou Okazaki 27:63
400 medley feminino – Sakiko Shimizu 4:36:86
200 livre feminino – Yasuko Miyamoto 1:59:94
200 livre masculino – Kosuke Hagino 1:45:89
100 costas feminno – Miyuki Takemura 1:00:77
100 costas masculino – Ryosuke Irie 52:57

NOVA ZELÂNDIA –

Equipe convocada.

Equipe convocada.

Apenas quatro nadadores conseguiram os índices estabelecidos pela Federação da Nova Zelândia para o Commonwealth Games. A competição de quatro dias terminou hoje em Auckland e um total de 14 nadadores foram convocados graças a entrada de três revezamentos.

Lauren Boyle é o maior destaque do grupo classificada nas provas de 200, 400 e 800 livre, além do revezamento 4×200 livre. Nesta última etapa, Boyle venceu os 400 livre com 4:06:08, oitavo tempo do mundo este ano. No masculino, Glenn Snyders que treina no Trojans Swim Club com Dave Salo é o maior destaque após vencer as provas de 50, 100 e 200 peito.

Equipe convocada para o Commonwealth:
Lauren Boyle (United, Auckland) 200m livre, 400m livre, 800m livre, 4x200m livre
Mitchell Donaldson (North Shore, Auckland) 4x200m livre
Dylan-Dunlop Barrett (Coast, Auckland) 4x200m livre
Tash Hind (Capital, Wellington) 4x200m livre
Ewan Jackson (Howick Pakuranga, Counties Manukau) 4x200m livre
Steven Kent (Coast, Auckland) 4x200m livre
Samantha Lee (Capital, Wellington) 4x200m livre , 4 x 100 livre
Samantha Lucie-Smith (Capital, Wellington) 4x200m livre , 4 x 100 livre
Corey Main (Howick-Pakuranga, Counties Manukau) 100m backstroke
Laura Quilter (North Shore, Auckland) 4 x 100m livre
Ellen Quirke (Capital, Wellington) 4 x 100m livre
Emma Robinson (Capital, Wellington) 4x200m livre
Matthew Stanley (Matamata, Waikato) 400m livre, 4x200m livre
Glenn Snyders (North Shore, Auckland) 100m peito, 200m peito

Vencedores do último dia na Nova Zelândia:
400 livre feminino – Lauren Boyle 4:06:08
1500 livre masculino – Nathan Capp 15:25:25
100 peito feminino – Natasha Lloyd 1:11:33
200 medley masculino – Mitchell Donaldson 2:00:96
200 borboleta feminino – Samantha Lee 2:11:79
50 livre masculino – Cameron Simpson e Nielsen Varoy 23:04
200 costas feminino – Bobbi Gichard 2:15:52

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *