O dia foi agitado e assim vai ser até o final da semana. Confira os resultados e destaques das principais seletivas pelo mundo da natação no dia de hoje.

GRÃ-BRETANHA –

British_Swimming_RGB_logo_6

O jovem James Guy foi o grande nome do dia ao quebrar o recorde nacional na etapa de abertura da Seletiva Britânica em Glasgow, na mesma piscina do Commonwealth Games em julho, o Tollcross International Swimming Centre, o mesmo que sediou a seletiva escocesa na semana passada.

Guy venceu com 3:45:15 superando o recorde que era de David Davies de 3:45:25 de 2009. Sua melhor marca era 3:47:86 quando chegou a final do Mundial de Barcelona no ano passado.

Outro grande destaque do primeiro dia em Glasgow foi a vitória de Michael Jamieson nos 200 peito com 2:07:79 ficando a 36 centésimos de quebrar o seu próprio recorde britânico feito na Olimpíada de Londres quando ganhou a medalha de prata. Jamieson havia nadado para 2:08:01 na semana passada na seletiva escocesa. Seus parciais de hoje foram: 29:49, 1:02:13 (32:64), 1:34:74 (32:61), 2:07:79 (33:05).

Siobhan-Marie O’Connor foi o maior destaque entre as mulheres. Primeiro venceu os 200 livre com 1:56:59, terceiro tempo do mundo este ano. Depois ficou em segundo nas semifinais dos 100 borboleta apenas um centésimo atrás de Fran Halsall que venceu com 58:33.

Tempos dos vencedores do primeiro dia em Glasgow:
400 medley feminino – Aimee Wilmott 4:35:94
400 livre masculino – James Guy 3:45:15
200 livre feminino – Siobhan-Marie O’Connor 1:56:59
50 peito feminino semifinal – Melhor tempo Sophie Taylor 31:41
50 borboleta masculino semifinal – Melhor tempo Ben Proud 23:49
100 borboleta feminino semifinal – Melhor tempo Fran Halsall 58:33
100 costas masculino semifinal – Chris Walker Hebborn 54:01
200 peito masculino – Michael Jamieson 2:07:79

FRANÇA –

affiche

De acordo com os recentes noticiários é de que Yannick Agnel não estaria totalmente descansado para esta seletiva francesa. Hoje, o nadador venceu a sua segunda prova e com 1:45:63 passa a ser o terceiro do mundo este ano, atrás dos dois australianos. No ano passado, Agnel foi campeão mundial, numa grande surpresa até para ele, com 1:44:20. Sua melhor marca pessoal é do ouro em Londres com 1:43:14.

Descansado ou não, a impressão que passa é de que Agnel está “caindo” muito no final. Seus parciais foram de 24:33, 50:88 (26:55), 1:18:25 (27:37) e 1:45:63 (27:38). No Mundial de Barcelona, ele passou parecido 24:07, 50:64, mas conseguiu fechar melhor 1:17:00 (26:36) e 1:44:20 (27:20).

É a segunda vaga que Yannick Agnel garante para o Europeu. Ele já havia vencido os 400 livre há dois dias e agora se prepara para enfrentar Florent Manaudou e cia. nos 100 livre.

Falando em Manaudou, o primeiro sub 22 da temporada. Venceu os 50 livre com 21:70 ultrapassando César Cielo e agora é o segundo do mundo em 2014. Na sua frente, apenas Eamon Sullivan e os 21:65 das semifinais na Austrália na semana passasda.

No feminino, hoje foi dia de Camille Muffat vencer as provas de 100 livre e 100 borboleta, porém em marcas apenas modestas. Bom foi os 50 costas de Camille Lacourt que com 24:37 assumiu a liderança do ranking mundial.

Vencedores em Chartres na etapa de hoje:
800 livre feminino – Coralie Balmy 8:29:18
200 livre masculino – Yannick Agnel 1:45:63
100 peito feminino – Charlotte Bonnet e Claire Polit 1:09:25
200 borboleta masculino semifinal – Melhor tempo Jeremy Stravius 2:00:25
100 livre feminino – Camille Muffat 54:08
200 peito masculino semifinal – Melhor tempo Thomas Dahlia 2:12:50
200 medley feminino semifinal – Melhor tempo Evelyn Verraszto da Hungria 2:13:81
50 livre masculino – Florent Manaudou 21:70
100 costas feminino semifinal – Melhor tempo Chloe Credeville 1:02:91
200 medley masculino – David Verraszto da Hungria 1:59:92
100 borboleta feminino – Camille Muffat 58:54
50 costas masculino – Camille Lacourt 24:37

ITÁLIA –

Piscina de Riccione.

Piscina de Riccione.

Assim como nos 800 livre, outro belo duelo entre Gabriele Detti e Gregorio Paltrinieri. E como nos 800, venceu Detti. Ambos fizeram uma prova bem equilibrada mas os últimos 50 metros com 26:96 fizeram a diferença para levar o seu segundo título no Campeonato Italiano da Primavera em Riccione.

Os parciais dos dois:
Detti 55:49, 1:54:13, 2:52:22, 3:48:02
Paltrinieri 55:73, 1:54:25, 2:52:27, 3:48:41

Federica Pellegrini conseguiu sua segunda vitória. Agora na prova dos 200 costas fazendo o quinto tempo do mundo em 2014 com 2:09:27. Bom nível na prova dos 100 borboleta feminino, com três nadando abaixo do minuto, e duas na casa dos 58. Venceu Ilaria Bianchi com 58:27.

Vitoriosos do dia em Riccione:
50 borboleta masculino – Piero Codia 23:85
400 medley feminino – Stefania Pirozzi 4:36:75
400 livre masculino – Gabriele Detti 3:48:02
200 costas feminino – Federica Pellegrini 2:09:27
200 costas masculino – Christopher Ciccarese 1:57:21
100 borboleta feminino – Ilaria Bianchi 58:27

ESPANHA –

Imprimir

Resultados fortes, mas somente das mulheres. O primeiro dia do Open da Primavera na Espanha veio com recorde espanhol nos 100 peito. Jessica Val Montero venceu a final da prova com 1:06:81 quebrando o recorde de Marina Garcia 1:07:08 feito no ano passado no Mundial de Barcelona.

Duas provas bem disputadas e decididas na batida. Os 200 borboleta feminino onde Mireia Belmonte bateu Judit Ignacio ambas fazendo na casa dos 2:06. Mireia venceu com 2:06:33 e Judit em segundo com 2:06:79 e nos 200 costas feminino. Vitória da meio brasileira Duane da Rocha com 2:11:73 batendo Melanie Costa no final com 2:11:79.

A Seleção Portuguesa está participando da competição em busca dos tempos mínimos de participação no Campeonato Europeu de agosto em Berlim na Alemanha.

Vencedores do primeiro dia do Open da Primavera em Palma de Mallorca:
50 livre masculino – Miguel Ortiz 22:36
50 livre feminino – Fatima Gallardo 25:61
100 peito masculino – Eduardo Solaeche 1:01:56
100 peito feminino – Jessica Vall Montero 1:06:81 recorde espanhol
200 borboleta masculino – Carlos Peralta 1:58:13
200 borboleta feminino – Mireia Belmonte 2:06:33
200 costas masculino – Diogo Oliveira de Portugal 1:59:91
200 costas feminino – Duane da Rocha 2:11:73
1500 livre masculino – Marc Sanchez 15:13:81
800 livre feminino – Mireia Belmonte 8:25:83

ÁFRICA DO SUL –

Chad Le Clos na sua vitória dos 400 medley.

Chad Le Clos na sua vitória dos 400 medley.

Chad Le Clos teve de se poupar para encarar as três provas do dia. Venceu os 100 livre com 49:38, único 49 da prova mas ainda fora do tempo exigido pela Federação Sul-Africana para o Commonwealth Games.

Depois veio a semifinal dos 100 borboleta onde Le Clos entrou com o sétimo tempo, bem arriscado com 55:85. Por 15 centésimos quase fica de fora da final.

Fechou a etapa com mais uma vitória, agora nos 400 medley com 4:14:81, sexto melhor tempo do mundo este ano. Seu melhor nesta prova é 4:12:24 feitos nos Jogos Olímpicos de Londres.

Vencedores da etapa em Durban:
100 borboleta feminino – Marne Erasmus 59:43
50 peito masculino semfinal – Melhor tempo Cameron van der Burgh 27:05
50 costas feminino semifinal – Melhor tempo Jessica Ashley- Cooper 29:19
100 livre masculino – Chad Le Clos 49:38
100 peito feminino semifinal – Melhor tempo Franko Jonker 1:09:02
100 costas masculino semifinal – Melhor tempo Charl Crous 54:94 com o 9o tempo o brasileiro Nelson Silva Jr. 57:68
50 livre feminino semifinal – Melhor tempo Trudi Maree 25:66
100 borboleta semifinal – Melhor tempo Nico Meyer 54:80, Chad Le Clos entrou com o 7o tempo 55:85
400 medley masculino – Chad Le Clos 4:14:81
800 livre feminino – Michele Weber 8:46:16
800 livre masculino – Brent Szurdoki 8:11:42

JAPÃO –

Tatsumi International Center em Tóquio.

Tatsumi International Center em Tóquio.

Diferente da África do Sul, no Japão todos os vencedores de prova garantiram os índices estabelecidos pela Federação Nacional para o Pan Pacífico. Foi o primeiro dia do Campeonato Japonês em Tóquio e o melhor resultado do dia veio com a jovem Kanako Watanabe de 17 anos que venceu os 100 peito com 1:06:53, novo recorde nacional júnior do Japão. A marca é segundo melhor tempo do mundo este ano atrás apenas dos 1:06:19 da dinamarquesa Rikke Moeller Pedersen. O recorde absoluto da prova é de 1:06:32.

Kosuke Hagino melhorou a sua marca este ano nos 400 medley com 4:07:88 com os seguintes parciais 55:43, 1:56:71 (1:01:28), 3:08:08 (1:11:37), 4:07:88 (59:20). O recorde japonês e asiático é dele mesmo, 4:07:61 feitos no Campeonato Japonês do ano passado.

Nos 100 peito masculino, depois de quatro nadadores para 1:00 e 18 para 1:01 nas eliminatórias, tivemos os oito finalistas nadando a final na casa do minuto. Entretanto, apenas o vencedor Koseki Yasuhiro nadou abaixo dos 1:00:14 exigidos pela Federação Japonesa com 1:00:07 e vai nadar no Pan Pacífico. Kosuke Kitajima ficou em sétimo lugar na final com 1:00:67.

Vencedores da primeira etapa da Seletiva Japonesa:
400 livre feminino – Chihiro Igarashi 4:11:19
50 borboleta feminino – Fukuda Tomoyo 26:74
50 borboleta masculino – Hirofumi Ikebata 23:67
400 medley masculino – Kosuke Hagino 4:07:88
100 livre masculino – Shinri Shioura 48:69
100 peito feminino – Kanako Watanabe 1:06:53 recorde nacional júnior
100 peito masculino – Yasuhiro Koseki 1:00:07

NOVA ZELÂNDIA –

Mitchell Donaldson comemora vaga do 4x200 no Commonwealth.

Mitchell Donaldson comemora vaga do 4×200 no Commonwealth.

Glenn Snyders venceu os 50 peito completando as três vitórias das provas de peito. Os 27:38 lhe colocam em terceiro lugar no ranking mundial da temporada.

Mitchell Donaldson venceu os 200 livre mas não conseguiu atingir os 1:47:55 exigidos pela Federação para o Commonwealth. Porém, seu tempo combinado com os três próximos colocados classificou o revezamento 4×200 livre.

A seletiva da Nova Zelândia termina nesta sexta-feira.

Vencedores em Auckland:
100 costas masculino – Corey Main 54:81
50 costas feminino – Bobbi Gichard 28:98
50 peito masculino – Glenn Snyders 27:38
200 peito feminino – Abbie Johnson 2:35:36
400 medley masculino – Nathan Capp 4:21:54
400 medley feminino – Tash Hind 4:51:18
100 borboleta masculino – George Eglesfield 54:80
100 livre feminino – Samantha Lucie-Smith 55:69
200 livre masculino – Mitchell Donaldson 1:48:80

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *