Na temporada histórica das águas abertas campeã mundial do Brasil, Samuel de Bona tem um espaço de destaque especial. Teve o melhor ano de sua carreira fazendo parte do revezamento medalha de bronze no Mundial de Barcelona e terminou na sexta colocação na prova dos 5 quilômetros no mesmo Mundial.

Maratona-aquática_Samuel-de-Bona

Depois disso, Samuel se sagrou no primeiro campeão masculino de uma etapa da Copa do Mundo ao vencer a prova de Hong Kong que encerrou a temporada do importante circuito da FINA. O resultado foi a gratificação de um trabalho de anos mas acima de tudo de uma mudança na atitude de Samuel que “entrou para ganhar” conforme seu treinador Kiko Klaser havia lhe desafiado antes da prova.

FINA MUNDIAL BARCELONA/Maratonas Aquaticas

trofeuAlém disso, Samuel se sagrou bi campeão nacional do Circuito de Águas Abertas da CBDA. Se o ano já era bom, terminou ainda melhor com Samuel fazendo uma dupla incrível para vencer a edição 2013 do Rei e Rainha do Mar.

Desde a instituição do Troféu Best Swimming para as águas abertas, é a primeira vez que Allan do Carmo não vence a disputa. E não deixou barato, perdendo por apenas dois votos no Painel de Especialistas.

Também foram votados pela ordem de votos recebidos: Allan do Carmo e Diogo Vilarinho.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *