Membros da comissão japonesa comemoram resultado (AFP)

Membros da comissão japonesa comemoram resultado (AFP)

Tóquio ganhou o direito de sediar os Jogos Olímpicos de 2020 numa das mais fáceis votações do Comite Olímpico Internacional derrotando a candidatura de Istambul na rodada final por 60 a 36 dos 97 votos possíveis. Será a segunda vez que a capital japonesa irá sediar a Olimpíada sendo a primeira em 1964. Ainda em 1940, Tóquio também era a escolhida mas os Jogos não saíram por conta da Segunda Grande Guerra Mundial.

O processo seletivo se iniciou há três anos e o processo eletivo desde esta manhã em Buenos Aires na Argentina na 125a sessão solene do Comitê Olímpico Internacional. Nas apresentações das três cidades candidatas, Istambul na Turquia foi a primeira a se apresentar, seguida por Tóquio e Madri na Espanha fechou as apresentações.

Na primeira rodada de votos, Tóquio venceu com 42 votos seguida de longe por um empate entre Istambul e Madri com 26 votos. A segunda rodada foi apenas para o desempate e Istambul venceu com 49 votos contra 45 de Madri.

Nas apresentações, Tóquio já havia sido melhor, inclusive nas bolsas de apostas era a favorita. O projeto japonês é bem planejado e financeiramente sólido. Dos 7,8 bilhões de dólares do orçamento dos Jogos, 4,5 bilhões já estão num fundo de reserva. Para a candidatura, já são 21 patrocinadores privados.

Jaques Rogge com o cartão da cidade vencedora (AFP)

Jaques Rogge com o cartão da cidade vencedora (AFP)

Foi a última das escolhas para Olimpíadas na gestão Jacques Rogge, presidente do COI há 12 anos e que será substituído em eleição a ser realizada na próxima terça-feira. Os Jogos Olímpicos voltam para a Ásia pela quarta vez, e o Japão que já sediou os Jogos de Inverno em Nagano em 1998 será a sua terceira Olimpíada.

Fontes indicam que depois dos problemas com Sochi na Rússia para os Jogos de Inverno do próximo ano e as incertezas com as Olimpiadas no Rio em 2016, os membros do Comitê Olímpico Internacional optaram por uma decisão mais serena e equilibrada. Istambul trazia o medo de um evento num país sem tradição e principalmente com problemas de segurança. Madri fracassou na sua terceira consecutiva tentativa de sediar os Jogos e a situação financeira do país e o alto nível de desemprego foram determinantes para isso.

Delegação japonesa comemora ao final do processo eleitoral. (AP)

Delegação japonesa comemora ao final do processo eleitoral. (AP)

O maior desafio da delegação japonesa foi derrotar as dúvidas referentes ao acidente nuclear de Fukushima. Na apresentação, sem rodeios, o Primeiro Ministro Japonês anunciou que o problema estava sob controle e que nada foi afetado em Tóquio. Mesmo assim, um dos integrantes do COI fez uma pergunta referente ao problema recebendo uma completa explicação elucidativa a respeito.

https://www.youtube.com/watch?v=b0Exf_UWPp8

Confira o belo vídeo promocional apresentado pelos japoneses que fizeram a apresentação mais emocionante e inspiradora no processo eletivo.

https://www.youtube.com/watch?v=-x50hgHePRA

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *