Os mesmos 6 recordes de campeonato que caíram nas eliminatórias da edição 2013 dos Jogos Escolares da Juventude, foram novamente superados nas finais da primeira etapa da competição, que começou hoje em Natal, no SESI Clube.

No geral, os resultados das provas femininas foram melhores que as provas masculinas, considerando-se o índice técnico dos vencedores das provas.

Na primeira prova do programa, os 50m livre, a cearense Victoria Parente novamente quebrou o recorde agora com 27.37 – de manhã havia marcado 27.59. A atleta do Hedla Lopes que representa o colégio Antares (SB), fez sua melhor marca pessoal e é a 3a. melhor nadadora do país na categoria infantil 2. A melhor marca anterior foi consequência de duas competições: o Troféu Chico Piscina do ano passado, quando ficou em 3o. lugar, e quando venceu este ano o Troféu Milton Medeiros este ano, em ambas as ocasiões com 27.47. Em 2o. lugar ficou a capixaba Fernanda Andrade (C.A.Batista) com 27.99 (ela é a 2a. melhor do ranking nacional infantil 1) e em 3o. ficou a paulista Isadora Fraioli (Maria Imaculada) com 28.11.

A melhor atleta infantil 2 do ano, a paranaense Maria Paula Heitmann com 26.78, não está presente, o que aliás é normal acontecer neste tipo de evento, já que o processo para participar dos Jogos Escolares sempre passa pela escola e Secretaria Estadual da Educação, e houveram casos no passado em que diversos atletas não puderam participar porque a escola ou perdeu o prazo ou simplesmente não teve interesse em realizar a inscrição do aluno-atleta. E falta de aviso não foi: o coordenador geral da CBDA, Rodney Finizola, avisou os técnicos praticamente em todos os campeonatos regionais e nacionais que participou.

Na prova masculina, o paulista Gabriel Cardenes (S. Francisco Assis) venceu com 25.45, seguido do carioca Breno Correia (Elite de Ensino) com 25.71 e do atleta local Maximiliano Ruperti (Salesiano Dom Bosco) com 25.74. Gabriel já tinha 25.14 abrindo o revezamento campeão brasileiro infantil de inverno este ano, e mantém-se como o 3o. melhor infantil 2 da prova.

A carioca Maria Luiza Pessanha (SMCE Freguesia) promete ser um dos nomes da competição. Venceu com recorde os 100m costas, 1:06.80, por enquanto o melhor resultado geral da competição e a única infantil 1 a vencer uma prova no primeiro dia. Em 2o. veio a paulista Maria Eduarda Biaco (Objetivo Gramense) com 1:08.26 e em 3o. Beatriz Lima e Silva (Colégio Eniac) com 1:09.15. Maria Luiza já havia feito em maio deste ano 1:06.58 no Circuito Carioca e bateu suas adversárias mais velhas com melhores tempos no ranking nacional absoluto, como Beatriz, que é a 21a. do ranking com 1:06.43.

O paulista Victor Rosalem (Rui Barbosa) venceu a prova masculina com 1:03.45, seguido do paranaense André Graczyk (Dom Bosco, irmão de Alexandre Graczyk) com 1:04.60 e do mineiro Felipe Leal (Santo Antônio) com 1:05.61 (que melhorou bem da sua marca anterior, 1:07.71). Rosalem, assim como Gabriel Cardenes, é atleta atual da equipe campeã brasileira infantil do Corinthians.

A pernambucana Clarissa Rodrigues (Sagrado Coração) venceu com larga vantagem os 50m borboleta, novo recorde de 28.85, quase 2 segundos a frente da 2a. colocada, a mineira Vitoria Saar (Santa Doroteia), com 30.61. Completou o pódio a paulista Stefany Brandi (Dom Pedro II) com 30.98. Clarissa, atleta do Sport de Recife, é a atual campeã sul-americana juvenil dos 100m borboleta com 1:04.00 e vice nos Jogos Sul-Americanos do ano passado. É mais uma candidata para ser o nome da competição.

Já o campeão brasileiro infantil dos 100m borboleta, o carioca Matheus Gonche (Dom Bosco) encontrou boa dificuldade para vencer os 50m borboleta em Natal, com 26.52, novo recorde, 15 centésimos a menos que o vice-campeão, o paulista Henrique Hermínio (Interação Marília) com 26.67. Foi praticamente um duelo, com o catarinense Vinícius da Cruz (Bom Jesus D.P.) completando o pódio com 27.90. É  melhor tempo dos três atletas! Matheus, por exemplo, tinha 27.11 do circuito carioca de maio deste ano.

Na prova mais longa do programa da competição, os 400m livre (que aliás vai para final direta a disputa, não havendo eliminatórias), a gaúcha Mariana Vignoli (Anchieta) surpreendeu e bateu a favorita Beatriz Lima e Silva, vencendo de ponta a ponta com 4:38.62, contra 4:41.22. Campeã sul-brasileira da prova este ano, Vignoli fez sua 3a. melhor marca pessoal aqui. Já a campeã brasileira infantil em junho deste ano não nadou bem, piorando quase 8 segundos de sua melhor marca de pouco mais de 2 meses atrás. Em 3o. ficou a catarinense Milena Vilasboas (EEB São Bento) com 4:44.39, vencendo a briga pelo bronze entre ela, Maria Seifer (Santa Dorotéia, 4:44.49) e Rafaela Raurich (Marista, 4:44.56). Se serve de consolo, Rafaela foi a que teve o melhor fim de prova: 1:07.24 nos últimos 100m (ela abriu com 1:10.18!!!).

Nos 200m medley masculino, vitória de um baiano, Pedro Caires (E. Mundai.) batendo por 3 centésimos o gaúcho William Piovezan (Vicente Freire): 2:21.83 contra 2:21.86. Em 3o., também bem perto do título da prova, ficou o matogrossense Arthur Rondon (Ive) com 2:21.93. Pedro melhorou nada menos que 5 segundos da sua melhor marca, pulando para o 4o. melhor atleta do ranking infantil 2 nacional. Ele havia ficado apenas em 18o. nesta prova no último Brasileiro Infantil de Inverno e 21o. no Troféu Chico Piscina de 2012. Mas William foi o melhor da prova: essa é inacreditavelmente sua 5a. vez que compete oficialmente esta prova em piscina longa e antes tinha 2:34.17 – uma melhora de 12 segundos! Ele que é atleta do Grêmio Náutico União era apenas o 54o. do ranking infantil 2.

Nas provas de revezamento, a seleção paranaense venceu tranquila o 4x100m livre no feminino, com novo recorde de 4:12.20, seguida de Minas Gerais (4:14.95) e de São Paulo (4:17.88), enquanto que no masculino a vitória foram dos paulistas com outro recorde de 3:49.02, seguido dos paranaense (3:50.99) e dos cariocas (3:52.64).

Não existe informação divulgada sobre os componentes de cada revezamento.

Clique aqui para abrir o resultado completo da primeira etapa final.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *