Autor • Redacao
Fonte • CBDA

 

Nota à Imprensa 1/2012 – Resultado Analítico Adverso – Flávia Delaroli Cazziolato

27/06/2012

Rio de Janeiro / RJ – A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos – CBDA, após reunião do Painel de Controle de Doping, realizada nesta cidade, no dia 26 de junho de 2012, às 11h30, presidida pelo Dr. Eduardo de Rose e composto pelos médicos Marcus Bernhoeft e Sandra Soldan, e Giovana Moreira, a representante da CBDA na Federação Internacional de Natação – FINA, torna público que a nadadora Flávia Renata Delaroli Cazziolato, do Esporte Clube Pinheiros, obteve Resultado Analítico Adverso da Amostra A2683210 para a substância tuaminoheptano.

O controle antidoping foi realizado no dia 10 de maio de 2012, por ocasião da Tentativa Olímpica para Londres 2012, no Rio de Janeiro, com análise feita pelo Laboratório INRS – Institut Armand Frappier, no Canadá, credenciado pela Agência Mundial Antidoping.

Considerando que a atleta Flávia REnata Delaroli Cazziolato não manifestou a intenção da realização da análise B2683210, a CBDA Resolve:

1-    Registrar que o Painel de Controle de Doping, presidido pelo Prof.Dr. Eduardo De Rose, entendeu o fato do medicamento Rinofluimucil estar sendo usado pela atleta já por vários anos e que foi neste ano novamente prescrito por médico especializado, além do fato de ter sido repetidamente declarado nos vários controles antidoping realizados, tudo isso indicando claramente que não houve intencionalidade de aumento de desempenho por parte da atleta;

2-    Registrar que o Painel considerou que, embora a culpabilidade possa ser excluída, permanece uma negligência pelo fato da atleta não ter controlado às substâncias que compõem o medicamento, cuja bula indica claramente que não deve ser usado por atletas em período de competição;

3-     Por recomendação do mesmo Painel de Controle de Doping, aplicar sanção de inelegibilidade de três (3) meses, contados a partir do dia 10 de maio de 2012,  data em que a atleta realizou o controle;

4-    Anular todos os resultados, medalhas, prêmios, diplomas, obtidos pela referida atleta durante a Tentativa Olímpica para Londres 2012, realizada de 10 a 12 de maio de 2012, na cidade do Rio de Janeiro, RJ, em consonância com a Regra da FINA DC9.

0 respostas
  1. PAI
    PAI says:

    CABE REGISTRO A INCOMUM QUANTIDADE DE ATLETAS QUE TEM CRISES, PRINCIPALMENTE DURANTE AS COMPETIÕES (ASMA, BRONQUITE, RENITE, ETC.).

    E É BASTANTE COMUM VER ATLETAS FAZENDO USO DE BOBINHAS, MEDICAÇÃO BRONCODILATADORA, ETC. IMEDIATAMENTE ANTES DAS PROVAS.

    FICA A DÚVIDA SE O PROBLEMA DE SAÚDE PODE ESTAR SENDO UTILIZADO COMO FACILITADOR DE INGESTÃO DE SUBSTÂNCIAS QUE AUXILIAM NA PERFORMACE DO ATLETA.

    NA VERDADE, OBJETIVANDO PRESERVAR A LISURA DAS COMPETIÇÕES E PRINCIPALMENTE A SAÚDE DOS ATLETAS, DEVERIA EXISTIR REGRAS PROIBINDO QUE ESTES COMPETISSEM ENQUANTO AFETADO POR CRISES OU POR QUALQUER PROBLEMA EM SUA SAÚDE.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *