Autor • Alex Pussieldi direto de Shanghai
Fonte • Best Swimming

Getty Images

França e seus campeões no alto do pódium

 

Foi a segunda vez na história dos Campeonatos Mundiais que tivemos um empate para o vencedor de uma prova. Camille Lacourt e Jeremy Stravius deram a França o primeiro título mundial da história no segundo empate desde o início dos Mundiais em 1973.

 

A primeira havia sido no Mundial de 2007, em Melbourne, na prova dos 100 livre masculino. O italiano Filippo Magnini chegou ao bi campeonato dividindo a glória com o canadense Brent Hayden empatando com 48:43.

 

Magnini havia passado em sétimo lugar e teve um final fulminante. César Cielo, estava na prova, e liderava os primeiros 50 metros com 22:83, mas cansou e errou a chegada. Depois de Magnini e Hayden, Eamon Sullivan levou o bronze com 48:47 e Cielo em quarto lugar com 48:51.

 

O empate dos 100 costas masculino em Shanghai trouxe dois atletas do mesmo país ao topo do podium do Mundial. Camille Lacourt que há dois anos lidera o ranking mundial da prova e seu companheiro de equipe Jeremy Stravius.

 

Antes do Mundial, Lacourt havia vencido o Campeonato Francês em abril passado com 52:44, tempo que permanece como líder do mundo este ano. Ele tem a melhor marca desde o fim da era dos trajes com os 52:11 feitos no ano passado na sua vitória do Europeu. Ele, é sem dúvida, quem mais melhorou no mundo neste nado. Saiu do 20o posto do ranking mundial em 2009 para liderar em 2010 e agora se sagrar campeão mundial.

 

Os franceses não tiveram nenhum finalista nesta prova no Mundial de Roma. Foi Stravius quem foi mais longe, 12o lugar parando nas semifinais. A equipe da França carecia de um bom nadador de costas já tendo, na época, finalistas e medalhistas nos outros estilos.

 

A melhora do nado costas francês é tremenda e a conquista do título mundial em Shanghai só veio coroar isso tudo.

 

Ao ser entrevistado ao final da prova, Lacourt declarou: “Não é um título dividido por dois, são dois títulos. Ninguém é meio campeão, são dois campeões mundiais”. 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *