Autor • Alex Pussieldi
Fonte • Best Swimming

Divulgação

Logo oficial da CBDA

 

No último dia da Tentativa para o Mundial no Julio Delamare, o primeiro índice. E veio com quem voltou bem demais em 2011. A paulista Daynara de Paula, agora radicada no Minas Tênis Clube, fez 58:56, dois décimos abaixo do índice estipulado pela CBDA. Ela já havia nadado abaixo da marca no GP de Michigan e hoje só fez confirmar a excelente fase.

 

Outro destaque desta Tentativa foi Bruno Fratus. Em excelente fase, venceu Nicholas Santos mais uma vez. Nos 50 livre fez 22:10, abaixo do índice (22:13), mas acima da marca que havia feito no Pan Pacífico do ano passado (21:93).

Nicholas Santos  chegou em segundo com 22:29 enquanto que César Cielo preferiu nadar os 100 borboleta, vencendo com 53:07.

 

O último dia também teve mais dois indices para o Mundial Júnior. O primeiro veio com o cearense/italiano Angelito Cassandra e seus 28:73 nos 50 peito. Ele que já havia feito os 100 peito na segunda etapa agora vai com duas provas para o Mundial de Lima no Perú.

 

Quem estava bem na competição e só fez confirmar foi Arthur Mendes Filho na prova dos 100 borboleta com 54:39 também carimbando seu passaporte para o Mundial Júnior.

 

Ainda longe do índice (12 segundos), mas os 15:22:47 do Lucas Kanieski nos 1500 livre também merece um destaque especial. Nadando praticamente sozinho, Kanieski é outro que vem em boa fase e agora é descansar mais oito dias e tentar arrebatar vaga para o seu primeiro Mundial de Longa.

 

Atletas agora voltam para casa e no dia 2 de maio estarão de volta ao Parque Aquático Julio Delamare para mais sete dias de emoção. Os fortes indices do Brasil para o Mundial não são impossíveis, mas faze-los não é só cair na água.

 

Vamos ver se daqui a pouco mais de uma semana conseguimos aumentar o nosso time para Shanghai. Até agora, sem contar os revezamentos, são 12 nadadores classificados, 10 no masculino e 2 no feminino. 

0 respostas
  1. carlos
    carlos says:

    A natação do Brasil em longa: 1.500 parece que não consegue evoluir…enquanto o mundo já nada para 14 o nosso Brasil ainda está estagnado nos 15…viva a natação do Djan dos anos 70 e 80 !!!! pelo menos todo mundo nadava para os 15 minutos (tirando o Salnikov)

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *