Autor • Redacao
Fonte • Best Swimming

Divulgação

Ryan Lochte o Rei da Curta

O que faz de Ryan Lochte ser tão bom em piscina curta? Isto é algo que todos nós gostaríamos de saber. Acompanhando o trabalho de Ryan Lochte desde 1999, dá para apresentar alguns dados e conclusões.
Mesmo sendo o “Rei da Curta”, Ryan Lochte não faz mais do que 20 a 30% dos seus treinamentos em piscina de jardas. Este volume já foi maior durante os quatro anos que disputou as competições universitárias do NCAA, mas mesmo assim, nunca chegou a 50% do volume do trabalho.
Estes dados indicam que para um atleta ser bom na curta não quer dizer que ele tenha de treinar na curta, o mesmo seria para quem só treina na curta e consegue ser excelente na longa. O que realmente faz a diferença fazendo uma análise mais detalhada de Ryan são os seus fundamentos.
Ele é explosivo na saída de todas as bordas, trabalha forte as golfinhadas e principalmente consegue fazer uma excelente transiação da parte submersa para o início de nado.
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *