Rússia e Grã-Bretanha duelando no quadro de medalhas do Europeu

0
195
FABIOLA MOLINA

Terceiro dia de competição no Campeonato Europeu em Glasgow, na Escócia, Rússia e Grã-Bretanha duelam a cada prova pela ponta do quadro de medalhas. O dia também foi marcado por uma prova impressionante de Kristof Milak da Hungria ameaçando o recorde mundial e depois o europeu dos 200 metros borboleta.

1500 metros nado livre masculino –
O recorde alemão dos 1500 metros nado livre demorou 27 anos para ser batido. Florian Wellbrock fez história em abril ao nadar para 14:40.69. Pouco mais de três meses depois, Wellbrock voltou a bater, agora vencendo o Campeonato Europeu com 14:36.15. Nadou em divisão negativa passando os primeiros 750 metros com 7:20.74 e voltou 7:19.95. Esteve na liderança desde os primeiros 650 metros e foi apertado no final quando Mykhaylo Romanchuk da Ucrânia terminou em segundo, também quebrando o recorde nacional de seu país, 14:36.88. O bronze sobrou para o atual bi campeão mundial e atual campeão olímpico Gregorio Paltrinieri da Itália com 14:42.85.

Pódio:
1o Florian Wellbrock da Alemanha 14:36.51
2o Mykhyalo Romanchuk da Ucrânia 14:36.88
3o Gregorio Paltrinieri da Itália 14:42.85

100 metros nado livre masculino –
Melhor tempo no parcial de revezamento (46.99), segundo melhor tempo nas eliminatórias (48.53), melhor tempo da semifinal (48.21), Alessandro Miressi da Itália conquistou o seu primeiro grande título internacional vencendo a prova com 48.01. O gigante de 19 anos e 2,02 de altura, foi revelado no time italiano do Mundial de Júnior de 2015 quando terminou em quinto lugar na prova dos 100 metros nado livre atrás dos brasileiros Felipe Ribeiro e Pedro Spajari, respectivamente terceiro e quarto colocados.

Na prova de hoje, Miressi passou na terceira posição com 23.22 e teve a melhor volta da prova com 24.79 para levar o ouro e melhor marca pessoal 48.01. Duncan Scott da Grã-Bretanha, finalista olímpico da prova, ficou em segundo lugar apenas um centésimo a frente do francês Mehdy Metella.

Pódio:
1o Alessandro Miressi da Itália 48.01
2o Duncan Scott da Grã-Bretanha 48.23
3o Mehdy Metella da França 48.24

100 metros peito feminino –
Vitória com novo recorde de campeonato para a russa Yulia Efimova 1:05.53. O recorde era dela 1:05.87 feitos na semifinal de ontem. Efimova passou com 31.13, na segunda posição atrás de Ruta Meilutyte (30.79), mas aplicou a sua tradicional forte volta com 34.40, mais de um segundo mais rápida do que a lituana. Efimova ainda lidera o ranking mundial com os 1:04.98 feitos no Sette Colli da Itália no mês passado.

Pódio:
1o Yulia Efimova da Rússia 1:05.53 recorde de campeonato
2o Ruta Meilutyte da Lituânia 1:06.26
3o Arianna Castiglioni da Itália 1:06.64

100 metros costas masculino semifinal –
Novo recorde mundial júnior para Kliment Kolesnikov, o terceiro dele na competição que bateu os 50 costas duas vezes, isso sem contar o recorde mundial absoluto dos 100 costas. Kolesnikov foi o único abaixo da barreira dos 53 segundos marcando 52.95.
Evgeny Rylov, também da Rússia, foi o segundo tempo com 53.20. Para entrar na final, empate entre o jovem italiano Thomas Ceccon de 17 anos e o alemão Jan-Philip Glania com 54.24.

200 metros borboleta feminino semifinal –
Três nadadoras na casa dos 2:07, com a alemã Franziska Hentke fazendo o melhor tempo 2:07.55. Prova equilibrada com 2:08.96 da portuguesa Ana Catarina Monteiro sendo o oitavo tempo para a final. Presença da nadadora Liliana Szilagyi da Hungria que é treinada pelo brasileiro Arilson Soares da Silva entrando com o quinto tempo 2:08.70.

200 metros peito masculino semifinal –
Com sua tradicional forma de atacar no segundo parcial da prova e liderar somente nos últimos 50 metros, Anton Chupkov da Rússia foi o único a quebrar a barreira do 2:08. Classificou com o melhor tempo 2:07.95 em prova que ainda teve mais três nadadores na casa dos 2:08. Oitavo tempo para a final foi Andriu Sidlauskas da Lituânia com 2:10.12.

50 metros costas feminino –
Vitória para Georgia Davies da Grã-Bretanha com 27.23, dois centésimos mais lento do que havia feito nas eliminatórias. Anastasiia Fesikova da Rússia chegou em segundo com 27.31 e quebrou o recorde nacional de seu país. Quatro nadadoras quebraram os 28 na final.

Pódio:
1o Georgia Davies da Grã-Bretanha 27.23
2o Anastasiia Fesikova da Rússia 27.31
3o Mimosa Jallow da Finlândia 27.70

200 metros medley masculino semifinal –
Sete dos oito finalistas abaixo do dois minutos, o oitavo, Semen Mankovich da Rússia entrou com o oitavo tempo 2:00.00. O alemão Philip Heintz foi o mais rápido 1:57.56.

200 metros nado livre feminino semifinal –
Pouco mais de um segundo separaram a primeira classificada, Femke Heemskerk da Holanda, da oitava, Isabel Gose da Alemanha. O melhor tempo 1:57.64 de Heemskerk, a única abaixo do 1:58. O oitavo tempo de Gose com 1:58.76. Prova um tanto fraca sem a presença de Sarah Sjoestroem, Katinka Hosszu e Federica Pellegrini.

200 metros borboleta masculino –
Kristof Milak da Hungria nadou em ritmo de quebrar o recorde mundial da prova (Michael Phelps 1:51.51 até os 100 metros), em ritmo de quebrar o recorde europeu até os 150 metros (Laszlo Cseh 1:52.70), no final, aos 18 anos de idade quebrou “apenas” o recorde de campeonato marcando 1:52.79. A marca era de seu compatriota Cseh com 1:52.91 de 2016.
Parciais de Milak 24.40, 52.76 (28.36), 1:22.01 (29.25), 1:52.79 (30.78).

Pódio:
1o Kristof Milak da Hungria 1:52.79
2o Tamas Kenderesi da Hungria 1:54.36
3o Federico Burdisso da Itália 1:55.97

Revezamento 4×200 metros nado livre masculino –
Novo recorde de campeonato para a Grã-Bretanha que liderou a prova a partir do terceiro nadador. James Guy, que fechou para o time britânico, ainda é remanescente da equipe que foi campeã mundial de 2015, em Kazan. Para fechar com 1:45.60, melhor parcial da equipe abriu mão de nadar a final dos 200 metros borboleta, prova disputada minutos antes da final.

Melhor parcial de abertura foi do russo Mikhail Vekovischev 1:46.78 e o melhor parcial intermediário para o italiano Filippo Megli com 1:45.44.

Pódio:
1o Grã-Bretanha 7:05.32 recorde de campeonato
2o Rúsia 7:06.66
3o Itália 7:07.58

Quadro de medalhas ao final do terceiro dia:
1o Rússia 9 medalhas, 3 ouros, 4 pratas, 2 bronzes
2o Grã-Bretanha 7 medalhas, 3 ouros, 2 pratas, 2 bronzes
3o Itália 9 medalhas, 2 ouros, 2 pratas, 5 bronzes
4o França e Alemanha 3 medalhas, 2 ouros, 1 bronze

Link para os resultados completos:
http://glasgow2018.microplustiming.com/indexglasgow2018_web.php?s=TG9hZENhbGVuZGFyaW8oJzAnKTs=&cat=ASM&page=043&spec=005&bat=001&td=CGR1&hg=&descIT=TWVuIC0gNHgyMDAgbSBTdGlsZSBMaWJlcm8gLSBGaW5hbGU=&descEN=TWVuIC0gNCB4IDIwMCBtIEZyZWVzdHlsZSAtIEZpbmFs&descFR=SG9tbWVzIC0gNHgyMDAgbSBOYWdlIExpYnJlIC0gRmluYWxl&curCatSel_M_F=17:20&sport=Swimming

Deixe uma resposta