Best Technique: Análise da nova regra de limite de provas

0
187
FABIOLA MOLINA

Ao final do primeiro semestre, é importante fazer uma avaliação e análise de como foi a implantação da nova lei que amplia o número de provas por atleta por dia implantada na Assembleia da CBDA em abril e que já foi colocada em prática nos Campeonatos Brasileiros de Inverno.

Brasileiro Infantil de Inverno, maio em Santos (piscina de 25 metros)

CLUBES ATLETAS COM 8 PROVAS 7 PROVAS 6 PROVAS 5 PROVAS 5 OU MAIS 4 OU menos
102 636 11 24 39 77 151 485
1,72% 3,77% 6,13% 12,10 % 23,1% 76,9%

 

Atleta mais eficiente – Lucas Tudoras do Paineiras, 8 provas, 8 vitórias, 1 recorde de campeonato, 300 pontos

Brasileiro Juvenil de Inverno, junho no Rio de Janeiro (piscina de 50 metros)

CLUBES ATLETAS COM 8 PROVAS 7 PROVAS 6 PROVAS 5 PROVAS 5 OU MAIS 4 OU menos
95 555 8 14 44 70 136 419
1,44% 2,52% 7,92% 12,61% 24,1% 75,9%

 

Atleta mais eficiente – Gustavo Saldo do Curitibano, 7 provas, 6 vitórias, 4 recordes de campeonato, 290 pontos

Brasileiro Júnior de Inverno, julho em Colombo (piscina de 50 metros)

CLUBES ATLETAS COM 8 PROVAS 7 PROVAS 6 PROVAS 5 PROVAS 5 OU MAIS 4 OU menos
63 383 1 6 11 42 60 323
0,26% 1,56% 2,87% 10,96% 15,2% 84,8%

 

Atleta mais eficiente – Ana Carolina Vieira do Corinthians 8 provas, 4 vitórias, 2 recordes de campeonato, 270 pontos

Brasileiros de Inverno (os 3 combinados)

CLUBES ATLETAS COM 8 PROVAS 7 PROVAS 6 PROVAS 5 PROVAS 5 OU MAIS 4 OU menos
260 1.574 20 44 94 149 307 1.267
1,27% 2,79% 5,97% 9,46% 19,50% 80,50%

 

Algumas notas conclusivas:
* A iniciativa foi ótima, grande benefício principalmente no desenvolvimento da natação brasileira, mas os efeitos são de médio a longo prazo. Talvez por isso, o ideal era ter dado um pouco mais de tempo para os clubes fazerem a temporada inteira com esta regulamentação.
* De uma forma geral os resultados foram positivos, mas é bem provável que para os Campeonatos Brasileiros de Verão a tendência seja que estes percentuais de nadar mais de 4 provas caia. Os campeonatos de verão são seletivos para o Sul-Americano e os índices mais fortes.
* Pela idade de especialização e até mesmo pela dificuldade dos índices, se observou que os atletas júniors se limitaram a suas provas específicas, tendo um percentual menor.
* No Troféu José Finkel de agosto será a primeira vez que teremos a regra de duas provas por dia implantada para os campeonatos nacionais absolutos, mas pelo citado no item acima, devem ser poucos atletas com mais de quatro provas.
* O maior benefício da nova regulamentação será utilizá-la nos campeonatos locais, estaduais e regionais, lá é onde os atletas devem buscar desenvolvimento e aprimoramento em outras provas. Os campeonatos nacionais são voltados para a alta performance.
* Mudanças como estas implicam em novo formato de treinamento e performance. Assim, estas análises aqui citadas ainda são bem prematuras, pois o maior benefício será com as futuras gerações que terão uma formação mais ampla, menos específica com oportunidade para desenvolvimento geral a médio e longo prazo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here