Mauro Dinis e André Cordeiro são os melhores treinadores do Brasileiro Juvenil

1
478
FABIOLA MOLINA

“The Coach of The Meet” reconhecimento que a Best Swimming faz há 15 anos e valoriza e premia aqueles profissionais que se destacam nos principais campeonatos do país. Para o Campeonato Brasileiro Juvenil de Inverno deste ano, a dupla que comandou o título do Minas Tênis Clube, Mauro Dinis e André Cordeiro foram os escolhidos.

Minas campeão depois de 10 anos

Fazia 10 anos que o Minas não ganhava esta competição. Desta vez, foi imbatível desde o primeiro dia. Ao final, somou 1.829,5 pontos, 374 a frente do Clube Curitibano, vice campeão. Venceu a categoria Juvenil II e ficou em segundo no Juvenil I.

Mauro Dinis

Se olharmos no retrospecto mais recente, a conquista do título no Juvenil II não foi surpresa, afinal a equipe foi campeã brasileira de verão do Juvenil I no ano passado. A melhora veio mesmo no Juvenil I, onde o Minas foi apenas o 5o colocado no Brasileiro Infantil de 2017.

André Cordeiro

Alguns reforços, a pontuação até o 16o lugar, pode-se tentar buscar motivos para decifrar a conquista do Minas, mas nenhum é maior do que o trabalho de equipe. Equipe com maior número de atletas finalistas, revezamentos fortes, segundo lugar no quadro de medalhas, o Minas montou uma base muito forte.

Não é a toa, que faltando apenas o Brasileiro Júnior de Inverno para completar o primeiro semestre de competições nacionais, o clube lidera o Ranking Nacional de Clubes. A valorização da base é a estratégia do clube que tem em Mauro Dinis como coordenador deste segmento competitivo do clube.

Comissão técnica e multidisciplinar comemora a conquista

De volta de um afastamento da natação competitiva por anos, Mauro Dinis voltou para o clube onde já havia feito sucesso comandando as equipes de base. Agora, além de estar a frente da coordenação de base é responsável pelo grupo do Juvenil I.

Junto com ele, outra prata da casa, esta ainda mais identificada com o clube. André Cordeiro, atleta formado no Minas e que integrou o revezamento 4×100 metros nado livre finalista olímpico em Atlanta 1996, além de inúmeras participações em Jogos Pan Americanos e Campeonatos Mundiais de Piscina Curta e Longa.

André deixou o clube por um pequeno período para defender o Flamengo, ainda como atleta, mas voltou para o clube onde trabalha nas categorias inferiores há vários anos. Passou pelo petiz, cresceu com o infantil e está com este grupo que conquistou o Juvenil II há várias temporadas.

Diretoria do clube recebe os troféus de campeão brasileiro de inverno 2018

A sinergia do trabalho é perfeita. O Minas consegue ter estrelas e uma constelação de nomes comandados por Mauro Dinis e André Cordeiro devolveram ao clube um título que não se via há 10 anos. Detalhe que mesmo sem vencer a competição há tanto tempo, o clube ainda é o maior vencedor do Brasileiro Juvenil de Inverno. A base do Minas está de volta!

Parabéns Mauro Dinis e André Cordeiro, os melhores treinadores do Brasileiro Juvenil de Inverno 2018.

1 Comentário

  1. Caro coach….quero expressar o meu respeito aos seus comentários. É, também ao premiar, de maneira justa, em minha opinião, o trabalho realizado pelo Mauro e pelo André. Formam uma dupla que se completa. Fazem um trabalho excepcional dentro do clube. Sou testemunha deste trabalho. Educam, orientam e treinam esses atletas de forma irretocável. Parabéns pela escolha. Abraço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here