O dia foi de Murilo Sartori e Natação Americana

0
274
FABIOLA MOLINA

Terceiro dia de competições no Campeonato Brasileiro Juvenil de Inverno, Troféu Arthur Sampaio Carepa, teve show de Murilo Setin Sartori da Natação Americana. Venceu os 100 metros nado livre, depois os 800 e fechou o dia num revezamento histórico levando o ouro no 4×200 metros nado livre.

Não tivemos mudança na classificação geral, Minas segue líder, só não aumentou a diferença em relação ao Curitibano. Destaque para o Fluminense que assumiu a liderança da categoria Juvenil II.

Veja como foi o terceiro dia prova a prova:

200 costas Juvenil I feminino

Mais versátil que nunca, Nichelly Brandão incrível. A nadadora do Minas estava balizada com o terceiro tempo 2:30.64 e venceu com facilidade, mais de quatro segundos sobre a segunda colocada com 2:25.09. Seus parciais foram: 35.01, 1:12.44 (37.43), 1:49.88 (37.44) e fechando muito bem 2:25.09 (35.21). A cada 100 metros foi 1:12.44 e 1:12.65 comprovando que pode nadar esta prova ainda muito melhor.
Augusta Trevisan Guedes do Curitibano ficou com a prata com 2:29.75 e Bruna Franco do Flamengo completou o pódio com 2:30.23.

200 metros costas Juvenil II feminino

Segunda vitória de Alexia Assunção do Fluminense, e a segunda vez com recorde de campeonato. Marcou 2:18.25, única abaixo da barreira dos 2:20. O recorde era de Marina de Oliveira Nascimento desde 2011 com 2:19.62. Mesmo assim, os 2:18.25 é um tanto distante da melhor marca pessoal de Alexia, os 2:14.62 feitos no Troféu Brasil em maio.
Parciais da campeã: 31.49, 1:06.59 (35.10), 1:43.46 (36.87), 2:18.25 (34.79).
Maria Manuela Sertã do Paineiras ficou num distante segundo lugar com 2:24.97 e Daniela Vicentini Makariewiz do União completou o pódio com 2:25.28.

200 metros costas Juvenil I masculino


Medalha de ouro para Flávio Henrique Oliveira do Pinheiros com 2:10.20. Gabriel Ale Nascimento do Santa Mônica foi prata 2:10.72. Flávio Henrique já era o melhor nadador da prova, ano passado foi campeão brasileiro Infantil II nadando pela UNAERP com 2:11.97.
Luigi Pérez Franco do Mergulho que tinha sido bronze no Brasileiro Infantil repetiu a colocação marcando 2:13.31.

200 metros costas Juvenil II masculino


Vinicius Arns Kohns da APAN Indaial liderou a prova até os 150 metros, mas não conseguiu conter o ataque de Lucas Sasso Brittes do SESI-SP. Brittes fechou 32.71, quase um segundo melhor do que Kohns. Vitória de Brittes com 2:09.96, único abaixo da barreira do 2:10. Kohns ficou em segundo 2:10.74 e Pedro Pena da AABB MS e Gabriel Vereza Costa do Fluminense dividiram o terceiro com 2:11.54.
Nos parciais de Brittes: 30.39, 1:03.48 (33.09), 1:37.25 (33.77), 2:09.96 (32.71).

100 metros nado livre Juvenil I feminino

Campeã dos 200, bronze nos 50, Gabriela Maria Alves Carvalho da natação Americana levou os 100 com 59.11. Nos primeiros 50 metros passou atrás de Cibelly Renata Martins do Pinheiros, mas fechou melhor 59.11. Yasmin Viana Lopes do Pinheiros em segundo 59.60 e Cibelly Martins 59.92.

100 metros nado livre Juvenil II feminino
Seis nadadoras abaixo do minuto, duas abaixo dos 59, mas apenas Aime Louise Silva Lourenço na casa dos 57. Venceu com 57.34 depois de passar na frente com 27.46 e voltar com 29.88. Seu melhor é 56.74.
Sofia Garuffi Rondel do Corinthians em segundo com 58.48 e Barbara Gonzaga Jesus do Minas Tênis Clube em terceiro com 59.24.

100 metros nado livre Juvenil I masculino


Mais uma pra conta, e com recorde! Dobradinha do Curitibano, repetindo os 200 livre, Gustavo Saldo 52.26 seguido pelo companheiro de treino João Pedro Altoé 53.67 e Leandro Odorici do Marina Barra em terceiro com 54.24.
Saldo teve a liderança desde o princípio passando com 25.51 e voltando com 26.75. Comparando a volta de Saldo com os outros dois medalhistas, Altoé voltou com 27.61 e Odorici com 28.05.
O melhor de Saldo era 52.72 e o recorde de campeonato era de Felipe Ribeiro de Souza da Unisanta com 52.55 desde 2013. Felipe Ribeiro ainda detém o recorde brasileiro de categoria com 51.00.

100 metros nado livre Juvenil II masculino


Excelente prova e decidida na batida. Lucas Santos Ferreira de Souza da Unisanta largou na frente e passou com 24.56, Murilo Setin Sartori da Natação Americana em segundo com 24.88. Na volta, Sartori 25.92 contra 26.38 de Souza. Final, Sartori ouro 50.80, Souza prata 50.94. Daniel Ribeiro do SESI-SP num distante terceiro lugar com 52.03.
Das provas de Murilo Sartori era a sua mais difícil pela ameaça da velocidade de Lucas Souza. Os dois nunca haviam quebrado a barreira dos 51 segundos, fizeram juntos e comemoraram juntos.

1500 metros nado livre Juvenil I feminino


Campeã dos 800, Cibele Jungblut do União levou os 1500 fazendo sua melhor marca pessoal com 17:41.41. Prova disputada pela primeira vez no Brasileiro de Inverno, seu tempo passa a ser o recorde de campeonato.
Mariana Chevalier Santos do Curitibano ficou em segundo lugar com 18:25.90 e Emanuelle Costernaro Silva do Unisanta em terceiro com 18:32.38. As três nadaram para suas melhores marcas pessoais.

1500 metros nado livre Juvenil II feminino
Uma baixada expressiva de 20 segundos para dar o primeiro ouro a Merle Sandhop do Iate Clube de Brasília com 17:36.62. Ela não era campeã brasileira desde 2015 quando venceu os 800 metros nado livre no Brasileiro Infantil.
Leticia de Almeida do Fluminense chegou em segundo lugar com 17:48.73 e Manoella Saad Barbosa do Pinheiros completou o pódio com 17:52.45.

800 metros nado livre Juvenil I masculino
Segunda prova do dia, segundo ouro, sexta prova individual na competição, sexta medalha, quinto ouro para Gustavo Saldo do Curitibano vencedor com 8:33.22. Passou forte 4:13.66 e sentiu um pouco a volta com 4:19.66. Uma melhora de 17 segundos na sua melhor marca pessoal.
Luigi Pérez Franco que havia sido bronze nos 200 costas, voltou para ser vice campeão com 8:45.56. Luiz Felipe Loureiro da AABB MS chegou em terceiro com 8:47.37.

800 metros nado livre Juvenil II masculino
Se Saldo está ganhando tudo no Juvenil I, Murilo Sartori da Natação Americana também segue faturando no Juvenil II. Segundo ouro do dia, agora nadando em divisão negativa com 8:22.74 e parciais a cada 400 metros de 4:12.15 e 4:10.59. O tempo foi próximo da sua melhor marca pessoal de 8:20.07.
Lincoln Cunha do Flamengo ficou em segundo lugar com 8:34.11 e Gabriel Vereza Costa do Fluminense fechando o pódio com 8:40.10.

200 metros medley Juvenil I feminino
Terceira medalha de ouro na competição para Fernanda Celidônio da ASBAC Aquanaii marcando 2:21.21 colocando quatro segundos de vantagem sobre Nichelly Lysy do Minas, vice campeã com 2:25.31. Fernanda esteve o tempo todo na frente e, mesmo vencendo, ficou longe do seu melhor, os 2:18.78 do Chico Piscina do ano passado.
Nos parciais da campeã: 30.78, 34.16, 43.27 e 33.00.
Yasmin Viana Lopes do Pinheiros, outra que faz boa competição, chegou em terceiro com 2:26.73.

200 metros medley Juvenil II feminino
Campeã dos 400 metros medley, Laura Paludo do União levou os 200 medley marcando 2:21.84. Igual a Fernanda Celidônio no Juvenil I, liderando desde o início com parciais de 30.85, 36.24, 41.20 e 33.55. Sua melhor marca na prova é os 2:19.28 feitos no Open do ano passado.
Alexia Assunção do Fluminense que havia ganho os 200 costas voltou para ser prata com 2:25.26 e Giulia Carvalho do Minas chegou em terceiro lugar com 2:27.35.

200 metros medley Juvenil I masculino
Ontem campeão dos 400 medley, hoje levou os 200 medley. E novamente com facilidade para João Vitor Oliveira da Gran São João de Limeira campeão com 2:14.19, mais de dois segundos a frente do segundo colocado. Seus parciais a cada 50 metros 29.26, 35.20, 39.59 e 30.14.
João Vitor passou em sexto no borboleta, em terceiro no costas, em segundo no peito e só foi assumir a liderança na parte final da prova.
Ezequiel Neiva do Minas foi prata com 2:16.50 e Raphael Rached Windmuller que virou os 150 metros na frente terminou em terceiro com 2:16.64. Os últimos 50 metros de 32.78 comprometeram o final de prova de Windmuller.

200 metros medley Juvenil II masculino
Terceira medalha de ouro para Victor Melo Baganha do Minas Tênis Clube, o único abaixo dos 2:10, vencedor com 2:09.69. Seus parciais a cada 50 metros: 27.23, 33.28, 39.01, e 30.17.
Antnio Sabedotti do Gustavo Borges chegou em segundo lugar com 2:10.70 e Rafael Paschoa Pires do SESI-SP em terceiro com 2:11.29.

Revezamento 4×200 metros nado livre Juvenil feminino
Prova sendo disputada pela primeira vez e o Corinthians vencendo estabelecendo novo recorde de campeonato com 8:38.28 na equipe formada por Sofia Rondel, Livia de Castro, Giulia Chicon e Marcella Ribeiro. Fluminense chegou em segundo lugar com 8:46.32 4 o Grêmio Náutico União completou o pódio com 8:48.25.

Revezamento 4×200 metros nado livre Juvenil masculino


Três equipes na casa dos 7:57, embora o Curitibano tenha nadado em série diferente. Deu Natação Americana e a equipe formada por Tiago Camargo (1:58.50), Rafael Oliveira (2:04.47), Julio Cesar Covolam (2:02.58) e Murilo Setin Sartori fechando (1:52.00).
Clube Curitibano ficou em segundo com 7:57.68 e o Minas Tênis Clube 7:57.84 em terceiro lugar.

Classificação Juvenil I
1o Clube Curitibano 882 pontos
2o Minas Tênis Clube 560,5 pontos
3o Pinheiros 499,5 pontos

Classificação Juvenil II
1o Fluminense 616,5 pontos
2o Minas Tênis Clube 605,5 pontos
3o Corinthians 554 pontos

Classificação parcial
1o Minas Tênis Clube 1.382 pontos
2o Clube Curitibano 1.257 pontos
3o Corinthians 991 pontos
4o Fluminense 955 pontos
5o Pinheiros 838,5 pontos
6o SESI-SP 680,5 pontos
7o Grêmio Náutico União 641,5 pontos
8o Natação Americana 584,5 pontos
9o Flamengo 417,5 pontos
10o Unisanta 413 pontos

Link para todos resultados:
http://www.cbda.org.br/cbda/natacao/evento/32614/campeonato-brasileiro-interclubes-juvenil-de-natacao-de-inverno

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here