Conferindo as inscrições para o Troféu Brasil 2018

0
316
FABIOLA MOLINA

O Pinheiros, atual tri campeão é o favorito para o Troféu Brasil 2018. A briga pelo segundo lugar tem Minas e Unisanta, e o bloco intermediário com Corinthians e Flamengo, seguidos por Grêmio Náutico União e Curitibano. Confira abaixo alguns destaques nas inscrições dos principais clubes e seus atletas mais destacados:

Começando pelo Pinheiros. Cesar Cielo volta a nadar os 50 metros costas no Troféu Brasil. Nos registros da Federação Aquática Paulista, Cielo só nadou esta prova oito vezes na carreira. A última vez que esteve no Troféu Brasil nos 50 costas foi em 2006. As outras provas de Cielo são 50 e 100 metros nado livre e mais os 50 metros borboleta.

A dupla que treina junto no Rio de Janeiro, Guilherme Costa e Cássio Brito nadam as provas de fundo dos 400 aos 1500 livre, e Cachorrão ainda está nos 200 metros nado livre.

Novidade para Florencia Perotti, a argentina radicada em São Paulo, além do programa tradicional dos 200 e 400 medley, 200 costas, nada os 200 metros peito. Jhennifer Conceição além das três provas de peito, nada os 50 metros borboleta.

Ausência de Gabriel Ogawa nos 200 metros nado livre. Vai somente para os 200 e 400 medley, e 200 borboleta.

Breno Correia estará nas provas de 50, 100 e 200 metros nado livre. O nadador se destacava nos 400 metros na sua fase de formação, mas agora o foco tem sido as provas de velocidade.

Chegando dos Estados Unidos, Caio Pumputis nada o seu programa sem os 400 medley: 100 e 200 peito, 200 medley e 200 livre.

Contratada este ano, Lorrane Ferreira além das tradicionais 50 e 100 metros nado livre, nada os 50 peito. Outros contratados, Matheus Santana vai para os 50 e 100 metros nado livre e os 50 metros borboleta e Thais Xavier, as três provas de borboleta, 50, 100 e 200 metros.

No time do Minas Tênis Clube, Fernando Scheffer recém chegado ao clube nada dos 100 aos 400 metros nado livre. Bruno Fratus, outro reforço desta temporada, os 50 e 100 metros nado livre.

Giuliano Rocco está de volta ao medley. Além dos tradicionais 200 e 400 metros nado livre, nada os 1500 livre e os 200 medley. O destaque do Brasil no NCAA, Vinicius Lanza mantém o seu programa. Está nos 50, 100 e 200 borboleta, mais os 200 medley.

Entre as mulheres, a holandesa Kira Toussaint nada os 50, 100 e 200 metros costas e mais os 50 metros nado livre. A argentina Macarena Ceballos nada as três provas de peito mais os 50 borboleta. A versátil Camila Lins Mello nada as três provas de livre, dos 100 aos 400 e mais os 200 medley.

Na Unisanta, Ana Marcela Cunha e a holandesa Sharon van Rouwendaal estarão na prova dos 10 quilômetros e entram na piscina. Ana Marcela nada os 400, 800 e 1500 metros nado livre. Sharon nada junto com Ana Marcela os 400 e 800, mas não está nos 1500, vai para os 200 metros borboleta.

Leo de Deus que briga com Cesar Cielo para se tornar no maior vencedor em provas individuais do Troféu Brasil para os atletas em atividade, nada o seu tradicional programa de 100 e 200 metros borboleta e costas.

A equipe tem a volta de Matheus Louro Neto que estava treinando nos Estados Unidos e não compete no Brasil há pelo menos dois anos. A versátil Gabrielle Roncatto nada os 200 e 400 metros livre e os 200 e 400 metros medley.

No time do SESI, sem Etiene, Henrique Rodrigues está em três provas: 100 costas, 200 peito e 200 medley. Raphael Rodrigues além das três provas de peito, nada os 50 metros borboleta.

Na equipe do Corinthians, Brandonn Almeida nada as provas de 200 costas, 400 livre, 200 e 400 metros medley. Os 1500 metros nado livre estão definitivamente fora do seu radar. A argentina Virginia Bardach faz a sua estreia pelo clube. Vai nadar as provas de 100 e 200 borboleta, 200 e 400 metros medley.

O Flamengo vem reforçado da lituana Ruta Meilutyte que nada as três provas de peito e os 50 metros nado livre. O outro estrangeiro é o surinamês Renzo Tjon A Joe que nada apenas os 50 metros nado livre.

Entre os reforços nacionais, João de Lucca nada os 50, 100 e 200 metros nado livre, mesmas provas de Felipe Ribeiro, ambos vindos dos Estados Unidos.

O novo Vasco da Gama, agora sob o comando de Márcio Santos tem cinco atletas na competição. Além do atleta mais veterando do Troféu Brasil, Felipe Brandão de 38 anos, tem o campeão brasileiro estudantil Filipe Pinheiro que nada os 50 e 100 metros peito. Thamy Ventorin é a única atleta da equipe feminina e está nas três provas de peito e os 50 metros nado livre.

No time do Fluminense, destaque para os irmãos Assunção. Alexia nada as três provas de costas e os 50 metros nado livre. Vinicius além das duas provas de medley está nos 100 metros nado livre.

No Curitibano, Rafaela Raurich está nas tradicionais provas de livre, dos 100 aos 400, e adiciona os 200 metros borboleta. Fernanda Goeij nada as três provas de costas e os 50 metros nado livre. Presença de dois atletas que integraram a equipe campeã brasileira infantil no ano passado,Gustavo Saldo (100 e 200 borboleta) e Raphael Rached Windmuller (200 peito)

O time do União de Porto Alegre vários atletas irão disputar a prova de águas abertas e de piscina. Entre eles, Viviane Jungblut que nadará os 400, 800 e 1500 metros nado livre.

De Brasília, Glauber Silva é o único atleta da AABB. Vai nadar as provas de 50 e 100 metros costas e borboleta. Fernanda Gomes Celidônio é a única da ASBAC Aquanaii e nada as provas de 50 e 100 costas, 50 livre (uma novidade) e os 200 medley. No time do Iate, Aime Louise é o maior destaque e nada as provas de 50 e 100 metros nado livre.

Veja a inscrição por clube completa:
inscricaoporatleta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here