As expectativas para o NCAA 2018

0
380
FABIOLA MOLINA

Este ano, completa 10 anos que o Arizona se sagrou campeão do NCAA. A competição marcou a última vez que um nadador brasileiro fez parte de uma equipe campeã nacional na contagem geral de pontos. Nicolas Oliveira era um dos capitães da equipe que era recheada de nadadores estrangeiros. Nicolas foi atleta de destaque em duas vitórias nos revezamentos 4×100 jardas livre e 4×200 jardas livre, este último com recorde nacional.

Desde então, os atletas brazucas nunca mais puderam comemorar o título por equipe. Para este ano, a previsão é de que a Universidade de Indiana poderá disputar a competição. North Carolina State, equipe que nunca foi campeã aparece como líder na contagem pré-competição, 34,5 pontos a frente de Indiana. A previsão foi feita pelo site americano SwimSwam que traz o Texas, atual campeão na quarta posição. (link).

Na contagem feita pré-competição, o brasileiro Vinicius Lanza aparece como o segundo maior pontuador da competição. Na sua frente, apenas o espanhol Hugo Gonzalez da Universidade de Auburn que tem 56 pontos projetados contra 52 de Vinicius Lanza. Caeleb Dressel da Florida, como não nadou as provas de 50 livre e 100 borboleta na Conferência aparece apenas em 10o com 40 pontos.

Projeções são projeções, a realidade é outra, mas indicam algo muito próximo do que pode acontecer em Minneapolis de 21 a 24 de março. Lanza tem sido o melhor nadador brasileiro no NCAA há dois a nos. No ano passado, fez sua primeira final A da competição ao terminar na sexta colocação das 100 jardas borboleta com 45.52. Em 2016, parou na final B, foi 10o nas 200 jardas borboleta e 11o nas 100 jardas borboleta.

A última vez que um brasileiro subiu ao pódio em competições do NCAA foi em 2015. O matogrossense Arthur Mendes Filho foi quem abriu o revezamento de Auburn no 4×50 livre com 19.58 terminando na terceira coloção. Em provas individuais, a última vez que tivemos brasileiros no pódio foi em 2014, João de Lucca da Universidade de Louisville conquistando ouro nas provas de 100 e 200 livre e com dobradinha nos 100 livre, Marcelo Chierighini de Auburn foi prata.

Para este ano, três nadadores figuram em condições de subir ao pódio. Vinicius Lanza tem o melhor tempo da temporada nos 200 borboleta, o segundo nos 100 borboleta e o quarto nos 200 medley. Gabriel Fantoni, seu companheiro de Indiana, aparece com o terceiro tempo nos 100 costas e Brandonn Almeida da South Carolina é o quarto nos 400 medley.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here