Brasil abre Mundial Paralímpico na liderança do quadro de medalhas

0
151
FABIOLA MOLINA

Um início bem positivo para o Brasil na abertura do 8o Campeonato Mundial de Natação Paralímpica na Cidade do México. Nem a altitude de 2.250 metros acima do nível do mar, a temperatura que oscila muito durante o dia, ou os blocos de partida que balançam na saída foram capazes de afetar nossa estreia. O Mundial está esvaziado, mas o Brasil com 17 de seus melhores nadadores começou uma campanha que caminha para ser a melhor da história.

02/12/2017 – Piscina Olimpica Francisco Marquez, Cidade do Mexico, Mexico.Phelipe Rodrigues vencedor dos 50M livres S10. Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB

Entre nossos vencedores do primeiro dia, Phelippe Rodrigues se tornou campeão mundial pela primeira vez ao vencer André Brasil na final da prova dos 50 metros nado livre classe S10. A dobradinha brasileira confirmou o favoritismo e a rivalidade que os dois tem travado nos principais torneios no país e no exterior. Phelippe teve uma temporada um tanto diferente nestes últimos meses. Por várias semanas deixou o país onde treina no Centro Paralímpico Brasileiro com a Seleção Permanente comandada por Leonardo Tomasello Araújo para competir no Campeonato Universitário Britânico onde conseguiu excelentes resultados em piscina curta. Foi a primeira vez que um nadador paralímpico chegou as finais da competição. Depois disso, Phelippe ainda esteve nos Estados Unidos onde atuou num programa que atende crianças com deficiência em visitas e passeios pela Flórida. De volta as piscinas, Phelippe saiu satisfeito fechando o primeiro dia com dois ouros, o primeiro segundo o único abaixo dos 24 segundos para vencer os 50 livre e depois nadando tranquilo, apenas para vencer, a prova do revezamento 4×100 metros nado livre.

Encerramos o primeiro dia com oito medalhas conquistadas, quatro de ouro, Brasil na liderança do quadro de medalhas, algo inédito em participações anteriores. Nosso melhor resultado foi um quarto lugar na classificação final na última edição em Glasgow, na Escócia, em 2015.

02/12/2017 – Piscina Olimpica Francisco Marquez, Cidade do Mexico, Mexico. Daniel Dias vence os 100m livres S5. Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB

Brasil teve oito medalhas no primeiro dia, quatro medalhas de ouro, duas de prata e duas de bronze. Confira abaixo:

Ouro –
André Brasil nos 100 metros costas classe S10 1:01.57
Daniel Dias nos 100 metros nado livre classe S5 1:10.58
Phelippe Rodrigues nos 50 metros nado livre classe S10 23.96
Revezamento 4×100 metros nado livre 34 pontos
Ruiter Silva, Daniel Dias, Phelippe Rodrigues e André Brasil

Prata – (2)
André Brasil nos 50 metros nado livre classe S10 24.14
Beatriz Carneiro nos 100 metros peito classe S14 1:21.99

Bronze (2)
Thomaz Rocha Matera nos 100 metros costas classe S12 1:07.00
Raquel Viel nos 100 metros costas classe S12 1:18.31

Outras finais do Brasil no primeiro dia:
100 metros nado livre feminino classe S5 – Joana Neves 5o 1:28.89
100 metros nado livre masculino classe S7 – Italo Pereira 5o 1:09.92
400 metros nado livre masculino classe S6 – Talisson Glock 7o 5:40.39

Quadro de medalhas ao final do primeiro dia de competição:

Brasil 8 medalhas, 4 ouros, 2 pratas, 2 bronzes
Estados Unidos 9 medalhas, 3 ouros, 4 pratas, 2 bronzes
Itália 8 medalhas, 3 ouros, 4 pratas, 1 bronze
China 4 medalhas, 3 ouros, 1 bronze

02/12/2017 – Piscina Olimpica Francisco Marquez, Cidade do Mexico, Mexico. Beatriz Carneiro 100m costas SB14. Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB

Link para os resultados completos:

https://www.paralympic.org/mexico-city-2017/live-results/swimming/info-live-results/swmx17/eng/zz/engzz_swimming-daily-competition-schedule.htm

DEIXE UMA RESPOSTA