Nos 100 anos da Revolução Russa, um pouco da natação soviética

0
157
FABIOLA MOLINA

Neste 7 de novembro, onde a revolução russa completa 100 anos, vale uma retrospectiva do que foi o esporte soviético no movimento olímpico. Fora das Olimpíadas até 1952, em Helsinque, a União Soviética criada em 1917 se manteve na disputa até a sua extinção disputando os últimos Jogos em 1988, em Seul.

Nos Jogos de 1992, em Barcelona, os atletas soviéticos competiram sob a bandeira do COI e com o nome de Estado Independente. Isto porque o processo de inclusão da Rússia não havia sido concluído. Somente a partir dos Jogos de Atlanta em 1996 que a Rússia começou a competir.

A natação soviética nunca foi o melhor dos esportes do país. Nem antes, nem agora como Rússia. A primeira medalha da União Soviética na natação veio em 1956, na segunda participação olímpica, em Melbourne, na Austrália. Foi um bronze no revezamento 4×200 livre com Vitaly Sopokin, Vladimir Sruzhanov, Gennady Nikolayev e Boris Nikitin.

O primeiro ouro da natação soviética só aconteceria nos Jogos de 1964, em Tóquio, no Japão. Isso depois de passar em branco nos Jogos de Roma em 1960, a União Soviética levou o seu primeiro título olímpico na natação com Galyna Stepanova vencedora dos 200 metros nado peito com 2:46.4.

Primeiro ouro soviético na natação

A última medalha olímpica da natação da União Soviética foi nos Jogos de Seul em 1988 na prova que fechou a competição, o 4×100 medley masculino. A equipe formada por Igor Polyanski, Dmitry Volkov Vadim Yaroshchuk e Gennadiy Prigoda ficou com a medalha de bronze atrás do time americano que ficou com o ouro e o Canadá que levou a prata.

A melhor campanha soviética aconteceu nos Jogos de Moscou em 1980. Naquela Olimpíada, sem a presença da equipe americana, foram 22 medalhas, 8 de ouro, 9 de prata e 5 de bronze. Na frente do time soviético, apenas a Alemanha Oriental que somou 30 medalhas, 12 de ouro.

Naquele time soviético de 1980, o grande nome era Vladimir Salnikov, medalha de ouro nos 400 e 1500 metros nado livre. Era a primeira vez que se nadava a prova abaixo da barreira dos 15 minutos. Salnikov venceu com 14:58.27 colocando 16 segundos de vantagem sobre o segundo colocado.

Salnikov vence os 400 livre em Moscou 1980 

Salnikov manteria o recorde mundial dos 1500 metros nado livre até 1991 tendo batido mais duas vezes a sua marca. Com o boicote de 1984, Salnikov voltou aos Jogos de 1988 em Seul com 28 anos de idade, na época, um nadador considerado muito velho para a alta performance. Treinado pela sua própria esposa, Salnikov voltou a vencer a prova encerrando a sua carreira olímpica com quatro medalhas de ouro.

Aqui Salnikov vence os 1500 livre em Seul 1988 

Veja o quadro de medalhas da natação olímpica da União Soviética:

OLIMPÍADAS OURO PRATA BRONZE TOTAL
1952 0 0 0 0
1956 0 0 2 2
1960 0 0 0 0
1964 1 1 2 4
1968 0 4 4 8
1972 0 2 3 5
1976 1 3 5 9
1980 8 9 5 22
1984 X X X X
1988 2 2 5 9
TOTAL 12 21 26 59

 

E aqui o quadro de medalhas da natação olímpica da Rússia:

OLIMPÍADAS OURO PRATA BRONZE TOTAL
1996 4 2 2 8
2000 0 0 1 1
2004 0 1 0 1
2008 1 1 2 4
2012 0 2 2 4
2016 0 2 2 4
TOTAL 5 8 9 22

DEIXE UMA RESPOSTA