Gabriel Santos completa 4 vitórias nos 100 livre em nacionais

0
247
Gabriel Santos. Trofeu Jose Finkel de Natacao, realizado na Unisanta. 10 de agosto de 2017, Santos, SP, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Gabriel Silva Santos nunca foi campeão brasileiro individual nas categorias inferiores. O nadador do Pinheiros de 21 anos de idade venceu o primeiro título brasileiro no Finkel 2016 e depois disso, não perdeu mais. Hoje, venceu a prova mais tradicional da natação pelo quarto campeonato nacional absoluto consecutivo.

100 livre feminino –

Larissa Oliveira. Trofeu Jose Finkel de Natacao, realizado na Unisanta. 10 de agosto de 2017, Santos, SP, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Prova teve dois momentos bem distintos. Os primeiros 50 metros dominados por Alessandra Marchioro da Unisanta, melhor na saída, melhor no parcial com 26.19, mas incapaz de segurar a volta, 29.83, a pior volta da final. Terminou em quarto lugar com 56.02.
A segunda parte da prova, esta dominada por Larissa Martins Oliveira do Pinheiros, passando com 26.86 e voltando com 28.07 fazendo o único sub 55 da prova, vencendo com 54.93. Recordista sul-americana da prova (54.03), a marca foi o segundo melhor tempo do país em 2017, atrás apenas dos 54.80 de Manuella Lyrio no Maria Lenk.
É o terceiro ano consecutivo que Larissa vence os 100 metros nado livre no Finkel.
Medalha de prata para Manuella Lyrio com 55.84 e bronze para Daynara de Paula do SESI-SP com 55.91.

100 livre masculino –

Trofeu Jose Finkel de Natacao, realizado na Unisanta. 10 de agosto de 2017, Santos, SP, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Os tempos não foram lá grande coisa, mas a consistência de Gabriel Silva Santos impressiona. É o quarto campeonato brasileiro absoluto consecutivo que o nadador do Pinheiros vence a prova dos 100 metros nado livre desta vez com 49.06.
Veja a sequência de títulos:
Finkel 2016 (piscina 25 metros) 47.50
Open 2016 48.60
Maria Lenk 2017 48.11
Finkel 2017 49.06
Nas suas vitórias, a de hoje, foi a pior. Passou com 23.42 e voltou com 25.64. A medalha de prata, subindo ao pódio absoluto pela primeira vez Pedro Spajari, o líder dos primeiros 50 metros com 23.36 e voltando com 25.77 para 49.13. Completando o pódio, mais dois nadadores do Pinheiros empatados, completando o pódio completo do com quatro atletas do clube. Marcelo Chierighini e Cesar Cielo marcando 49.47. Chierighini mais rápido no parcial 23.58 contra 23.99 de Cielo, mas voltando com 25.89 contra 25.48 de Cielo. Estes 25.48 de Cielo foi a melhor volta da final.

50 peito feminino –

Jhennifer Conceicao. Trofeu Jose Finkel de Natacao, realizado na Unisanta. 10 de agosto de 2017, Santos, SP, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Depois de quebrar o recorde de campeonato nas eliminatórias com 31.08, Jhennifer Alves Conceição do Pinheiros voltou para ser campeã da prova com um centésimo acima da marca da manhã, 31.09. O pódio foi o mesmo dos 100 peito, Julia Sebastian da Unisanta em segundo com 31.47 e Macarena Ceballos do Minas em terceiro com 31.88.
Campeã da prova nos anos de 2015 e 2016, Jhennifer se tornou tri campeã do Troféu José Finkel na prova.

50 peito masculino –

Felipe Franca. Trofeu Jose Finkel de Natacao, realizado na Unisanta. 10 de agosto de 2017, Santos, SP, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Prova com momentos distintos e reunindo alguns dos melhores nadadores do mundo. Os tempos, nem tanto. Felipe França da Unisanta foi melhor na saída e foi logo atacado por Felipe Lima do Minas, líder na altura da metade da prova. O final marcou um crescimento de João Luiz Gomes Júnior do Pinheiros, mas França soube fechar melhor. Venceu com 27.27 seguido por João Gomes 27.31 e Lima 27.38. Pedro Cardona, o campeão dos 100 peito, chegou em quarto com 27.48.
Esta foi a 8a vez que Felipe França se tornou campeão dos 50 metros nado peito no Troféu José Finkel.

50 costas feminino –

Trofeu Jose Finkel de Natacao, realizado na Unisanta. 10 de agosto de 2017, Santos, SP, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Etiene Medeiros saiu do quinto lugar dos 100 metros nado livre com 56.03 para vencer com facilidade 28.44. A argentina Andrea Berrino da Unisanta, semifinalista da prova em Budapeste, ficou em segundo lugar com 28.73. Natália de Luccas do Pinheiros um distante terceiro lugar com 29.59.
Etiene nadou mais de um segundo lento dos 27.14 que lhe deram o ouro em Budapeste e não conseguiu nem quebrar o recorde de campeonato que se mantém com Fabíola Molina desde 2009 com 27.99.
Campeã pela primeira vez do Finkel nos 50 costas em 2010, Etiene só perdeu a prova em 2011 desde então. São sete títulos em oito anos.

50 costas masculino –

Trofeu Jose Finkel de Natacao, realizado na Unisanta. 10 de agosto de 2017, Santos, SP, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Sem adversários, Guilherme Guido venceu de ponta a ponta marcando 25.19. Próximo dos 24.91 que fez no Mundial, Guido dominou a prova vencendo o título desta prova pelo segundo ano consecutivo no Finkel.
Nathan Bighetti do Minas, vice campeão dos 100 costas, levou a prata com 25.63 e Gabriel Fantoni, também do Minas, em teceiro com 25.75.

200 borboleta feminino –

Joanna Maranhao. Trofeu Jose Finkel de Natacao, realizado na Unisanta. 10 de agosto de 2017, Santos, SP, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Utilizando uma estratégia mais conservadora e equilibrada do que a prova do Mundial, Joanna Maranhão fez mais uma boa atuação neste Finkel. Conseguiu nadar para 2:10.41 mas com parciais mais controlados:
30.13, 1:02.60 (32.47), 1:36.34 (33.74) e 2:10.41 (34.07). Em Budapeste, Joanna fechou com 34.69 nos últimos 50 metros para os 2:09.77.
Virginia Bardach do Minas ficou em segundo lugar com 2:14.79 e o bronze sobrou para Giovanna Diamante do Pinheiros com 2:15.37.
Esta foi a 8a vez que Joanna Maranhão vence os 200 borboleta no Finkel, a terceira consecutiva. Sua primeira vitória nesta prova na competição foi em 2007.

200 borboleta masculino –

Leonardo de Deus. Trofeu Jose Finkel de Natacao, realizado na Unisanta. 10 de agosto de 2017, Santos, SP, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Leo de Deus deve dormir com dificuldade na noite de hoje. Cada vez fica mais difícil entender o desempenho dele no Mundial de Budapeste. Hoje, nadou de forma muito mais tranquila, conservadora e conseguiu nadar melhor do que fez na semifinal de Budapeste. Lá, ficou em 14o lugar na semifinal com 1:56.85. Seus últimos 50 metros foram 31.26. Hoje, nadou para 1:56.79 fechando para 30.14.
Comparando os parciais de Leo de Deus:
Budapeste – 25.70, 55.08 (29.38), 1:25.59 (30.51), 1:56.85 (31.26)
Finkel – 26.69, 56.90 (30.21), 1:26.65 (29.75), 1:56.79 (30.14)
Medalha de prata e subindo ao pódio pela primeira vez em campeonatos nacionais absolutos, Kaue da Silva Carvalho do Corinthians fazendo sua melhor marca pessoal 1:58.40. Seu melhor anterior havia sido no Paulista com 1:58.45. O bronze sobrou para Kaio Márcio Almeida do Minas 1:58.79.
Na quarta posição, Matheus Gonche do SESI-SP nadou para 1:59.16, sua melhor marca pessoal, nadador que está a caminho do Mundial Júnior com a Seleção Brasileira em duas semanas.

Classificação parcial ao final do terceiro dia de competições:
1o Pinheiros 1.576,5 pontos
2o Minas Tênis Clube 1.098,5 pontos
3o Unisanta 927 pontos
4o Corinthians 559 pontos
5o Grêmio Náutico União 363 pontos
6o SESI-SP 320,5 pontos
7o Curitibano 136 pontos
8o Fluminense 125 pontos
9o ABDA 124 pontos
10o Flamengo 99 pontos

DEIXE UMA RESPOSTA