Editorial: O Finkel não vale nada, hein???

0
318
Trofeu Jose Finkel de Natacao, realizado na Unisanta. 07 de agosto de 2017, Santos, SP, Brasil. Foto: Satiro Sodré/ SSPress
FABIOLA MOLINA

Não tem coisa que irrite mais do que pensamentos como este, mas não tem mesmo. E o que incomoda ainda mais é que tem gente que pensa assim.

Começa amanhã, piscina da Unisanta, em Santos, a 46a edição do Troféu José Finkel. Numa escala de importância, é a segunda mais valiosa competição nacional da natação, e mesmo que não seja seletiva para qualquer competição internacional, é um título brasileiro absoluto! Vale muito! Sempre valeu, e só quem ganha, é que dá o real valor.

Ser ou não ser seletiva para formação da Seleção Brasileira é um detalhe, e se formos analisar bem, totalmente desprezível. A competição vai reunir 285 nadadores, 40 clubes, 13 Estados. Se fosse seletiva para qualquer competição internacional, estaríamos falando em 10% de atletas, ou menos do que isso, para disputar este torneio lá fora. E os outros 90%?

Um título nacional absoluto vale muito e precisa ser valorizado. Ser campeão brasileiro precisa ser reconhecido e prestigiado. Temos de transformar nossas competições em grandes eventos, fazer delas mais atrativas e valorizadas. A que começa amanhã, terá transmissão ao vivo das eliminatórias pela TV FAP no canal de Youtube, e todas as finais no SporTV. Nem nos Estados Unidos, o Campeonato Americano é transmitido todos os dias ao vivo na TV. É uma oportunidade e tanto para os nossos atletas.

Para os nadadores que estiveram em Budapeste, aqueles que ganharam medalhas e nadaram bem no Mundial, é a chance de mostrar o seu potencial e vender o seu peixe para o mercado nacional. Bons resultados se mutiplicam e ganham dimensões em outras plataformas, valorizando seus patrocínio, abrindo outras oportunidades.

Também serve para os que nadaram mal no Mundial. Estes, com polimento estendido, ganham oportunidade de redenção. Ajustes podem ser feitos, agora com menos pressão, boas marcas podem acontecer apagando possíveis insucessos.

O Finkel 2017 também é uma oportunidade para quem não fez parte da Seleção Brasileira do Mundial. Falo daqueles que perderam a vaga por pouco, daqueles que poderiam ter nadado melhor no Maria Lenk. Ficaram de fora de Budapeste, mas treinaram sério e vão conseguir mostrar resultados incríveis quem sabe até derrotando os nadadores que viajaram para o Mundial.

A competição também é boa para os atletas da Seleção Júnior que irão enfrentar o Mundial da categoria em alguns dias, em Indianápolis. Um bom resultado, uma boa marca, só vai elevar a moral e principalmente a confiança para detonar na competição internacional.

E para aqueles que nunca nadaram um Finkel? Aqueles que nunca pegaram uma final? Nunca subiram ao pódio? O Finkel 2017 está aí, a sua oportunidade de fazer algo fantástico.

Perdedores são aqueles que encaram o Finkel como uma competição sem importância, aqueles que não treinaram o que deviam, não aproveitaram todo este tempo e não se prepararam de forma adequada. Estes, com todo respeito, já começam perdendo antes mesmo da competição começar.

O Finkel 2017 é uma chance imensa de se fazer algo especial, expressivo e importante. Faça a sua parte e boa competição a todos.

DEIXE UMA RESPOSTA