Do pódio do Mundial Júnior para o Pódio Olímpico

0
1075
FABIOLA MOLINA

Este ano, em agosto, vamos ter a sexta edição do Campeonato Mundial Júnior de natação. Competição que demorou para sair do papel e gerava um certo receio em relação a se transformar num final e não num meio de produzir novos talentos. Passadas cinco edições, a Best Swimming fez uma pesquisa e identificou que 35 nadadores que foram medalhistas em Campeonatos Mundiais Júniors, chegaram a ser medalhistas olímpicos.

Como se trata de gerações, alguns Mundiais Júniors tem tido mais sucesso do que outros em revelar nadadores que irão se destacar na Olimpíada. O Mundial Júnior que mais revelou medalhistas olímpicos foi o de Lima, no Perú em 2011, 12 atletas. O Mundial que menos revelou medalhistas olímpicos foi o de Monterrey, no México, em 2008.

Confira ano a ano, os Mundiais e o número de atletas medalhistas que chegaram ao pódio olímpico:
2006, Rio de Janeiro, Brasil – 7 atletas
2008, Monterrey, México – 2 atletas
2011, Shanghai, China – 12 atletas
2013, Dubai, Emirados Árabes Unidos – 10 atletas
2015, Singapura, Singapura – 4 atletas

Um dado interessante é analisar quanto tempo demora um nadador medalhista em Campeonato Mundial Júnior para se tornar medalhista olímpico.

2006, Rio de Janeiro
Todos os sete medalhistas do Mundial que chegaram ao pódio olímpico ganharam suas primeiras medalhas nos Jogos de Londres em 2012. São eles: Sergey Fesikov da Rússia, Tyler Clary dos Estados Unidos, Camille Muffat da França, Mireia Belmonte da Espanha, Anastasia Zueva da Rússia, Caitlin Leverenz dos Estados Unidos e Ophélie-Crielle Éttiene da França.

2008, Monterrey
O Mundial “mais magro” na producão de medalhistas olímpicos, teve dois, um foi o russo Danila Izotov que semanas depois de Monterrey estava no time russo que ganhou a prata do 4×200 livre em Beijing. O outro medalhista, o britânico Chris Walker Hebborn que oito anos depois do Mundial Júnior integrou o revezamento medalha de prata de seu país no 4×100 medley do Rio 2016.

2011, Lima
Dos 12 medalhistas do Mundial que chegaram ao pódio olímpico, dois ganharam medalhas nos Jogos de Londres 2012, casos do japonês Kosuke Hagino e da americana Lia Neal, os outros 10, foram pódio no Rio 2016.

2013, Dubai
Foram 10 medalhistas do Mundial que ganharam medalhas no Rio 2016, incluindo o americano Ryan Murphy campeão dos 100 e 200 costas e quem abriu o revezamento 4×100 medley dos Estados Unidos onde bateu o recorde mundial e ganhou seu terceiro ouro.

2015, Singapura
Quatro nadadores, Kyle Chalmers da Austrália, Anton Chupkov da Rússia, e as canadensesTaylor Ruck e Penny Oleksiak saíram do pódio do Mundial para menos de um ano depois estar no pódio olímpico. Chalmers foi o maior destaque masculino no Mundial Júnior com sete medalhas e no Rio foi campeão dos 100 livre. Penny Oleksiak foi a maior medalhista feminina do Mundial, seis medalhas, e no Rio ganhou quatro, sendo também campeã nos 100 livre.

DEIXE UMA RESPOSTA