Best Vídeo: 17 anos do último e controverso recorde mundial de Alex Popov

1
364

17 de junho de 2000, Campeonato Russo, seletiva olímpica para os Jogos de Sydney que aconteceriam em setembro daquele ano. Alex Popov quebrou o seu último recorde recorde mundial na prova dos 50 metros nado livre com 21.64. A marca anterior já tinha 10 anos, pertencia ao americano Tom Jaeger e o recorde de Popov se manteve por outras oito temporadas só batido por Eamon Sullivan em 2008 em plena era dos trajes completos.

Popov foi recordista mundial de “sunguinha”, mas um dado importante chamou a atenção da mídia internacional. O russo foi colocado na raia 4 e sem nenhum nadador nas raias 3 e 5, descaradamente favorecendo na anulação por completo da possibilidade de marola dos adversários.

Sem nunca ter explicado o motivo, os russos celebraram o recorde e a FINA o reconheceu. O quarto e último recorde mundial da carreira de Alex Popov que se aposentaria em 2004, nos Jogos de Atenas onde foi o porta-bandeira da delegação russa.

 

1 Comentário

  1. Os 21”81 de Tom Jager em 1990, tambem foram de sunga, em um bloco bem inferior ao que o Popov nadou, e o sistema anti marola bem mais arcaico que o da piscina em que o russo quebrou o recorde.

DEIXE UMA RESPOSTA