Bruno Fratus ouro nos 50, prata nos 100 no Mare Nostrum Barcelona

0
440
FABIOLA MOLINA

Três medalhas brasileiras na segunda etapa do Circuito Mare Nostrum encerrada hoje em Barcelona, na Espanha. Bruno Fratus foi prata nos 100 livre ontem e repetiu o ouro dos 50 livre da etapa de Monte Carlo conquistada no final de semana. Felipe Lima também repetiu o resultado dos 50 peito de Monte Carlo, ficou com a medalha de prata atrás apenas do sul-africano Cameron van der Burg, além de ficar novamente fora do pódio nos 100 peito, desta vez em sétimo lugar.

Fratus voltou a nadar para 21.7, é a quarta vez na temporada. Marcou 21.76, melhor do que os 21.77 feitos na semifinal de Monte Carlo e dos 21.78 feitos na final. Seu melhor este ano ainda é os 21.70 da vitória no Maria Lenk. Fratus é o quinto do ranking mundial de 2017 na prova dos 50 metros nado livre.

Na vitória de hoje, Fratus voltou a duelar contra o gigante Ari Pekka Liukkonen da Finlândia que voltou a quebrar a barreira dos 22 segundos marcando 21.99 levando o segundo lugar.

Nos 100 livre, Fratus não havia nadado a prova em Monte Carlo e alcançou o seu melhor resultado em temporada com os 48.82 feitos ontem. Na sua frente, apenas o australiano James Magnussen campeão com 48.68, ele que havia vencido em Monte Carlo com 49.11. Nos parciais de Fratus, 23.09 e 25.73. Nas eliminatórias, o brasileiro nadou para 49.70 com parciais de 24.22 e 25.58. No Maria Lenk, Fratus nadou para 48.50 nas eliminatórias, seu melhor tempo em 2017 ocupando o 11o tempo do mundo na temporada.

Felipe Lima repetiu a prata dos 100 peito de Monte Carlo, desta vez nadando para 27.41. Cameron van der Burgh da África do Sul voltou a vencer a prova, novamente o único abaixo dos 27 segundos, desta vez 26.96 contra os 26.99 do final de semana. Nos 100 peito, Felipe ficou em sétimo lugar com 1:01.31 com parciais de 28.04 e 33.27. Nas eliminatórias fez 1:01.76.

Os resultados de Barcelona foram bem mais fortes do que em Monte Carlo. Foram 10 recordes do torneio e nos 100 livre masculino foram quatro nadadores abaixo dos 49 segundos contra nenhum na primeira etapa do Mare Nostrum.

Sarah Sjoestroem da Suécia voltou a ser destaque, venceu tudo que nadou, todas provas com recordes, mas não tem como não citar a performance da russa Yulia Efimova e seus 2:19.83 nos 200 peito. O recorde mundial da prova é da dinamarquessa Rikke Pedersen com 2:19.11 desde o Mundial de Barcelona e a melhor marca de Efimova também do Mundial de 2013 com 2:19.41.

Efimova também fez o melhor tempo do mundo em 2017 nos 100 peito com 1:05.66 e ainda lidera o ranking mundial dos 50 peito com o único sub 30 do ano, 29.88 feito no Campeonato Russo.

Nos resultados de Sarah Sjoestroem, quatro vitórias, quatro recordes:
50 livre – 23.96
100 livre – 52.28
50 borboleta – 24.76
100 borboleta – 56.27
Das quatro provas, 50 borboleta e 100 livre são os melhores tempos do mundo em 2017. Nas outras duas, 50 livre e 100 borboleta, Sjoestroem também é líder da temporada, mas tempos feitos em outras competições.

Entre os homens, tivemos apenas um recorde quebrado, Anton Chupkov da Rússia que ontem havia sido o único a quebrar a barreira do minuto nos 100 peito, hoje levou o recorde dos 200 peito com 2:08.41.

Mare Nostrum agora segue para a última etapa, Canet na França, no final de semana.

Vencedores do 1o dia de disputas:
1500 livre feminino – Mireia Belmonte da Espanha 16:17.36
50 costas masculino – Dale Taylor dos Estados Unidos 25.07
50 peito feminino – Yulia Efimova da Rússia 30.32
50 borboleta masculino – Andrii Govorov da Ucrânia 23.17
400 medley feminino – Katinka Hosszu da Hungria 4:33.71
100 livre masculino – James Magnussen da Austrália 48.68
100 costas feminino – Emily Seebohm da Austrália 58.99 recorde da competição
100 peito masculino – Anton Chupkov da Rússia 59.39
50 livre feminino – Sarah Sjoestroem da Suécica 23.96 recorde da competição
200 costas masculino – Mitchell Larkin da Austrália 1:57.48
200 peito feminino – Yulia Efimova da Rússia 2:19.83 recorde da competição
200 borboleta masculino – Laszlo Cseh da Hungria 1:56.69
100 borboleta feminino – Sarah Sjoestroem da Suécia 56.27 recorde da competição
200 medley masculino – Federico Turrini da Itália 2:01.62
200 livre feminino – Femke Heemskerk da Holanda 1:56.28
400 livre masculino – Aleksandr Krasnykh da Rússia 3:47.35

Vencedores do 2o dia de disputas:
1500 livre masculino – Mack Horton da Austrália 15:05.57
50 costas feminino – Emily Seebohm da Austrália 27.80 recorde da competição
50 peito masculino – Cameron van der Burgh da África do Sul 26.96
50 borboleta feminino – Sarah Sjoestroem da Suécia 24.76 recorde da competição
400 medley masculino – Federico Turrini da Itália 4:20.37
100 livre feminino – Sarah Sjoestroem da Suécia 52.28 recorde da competição
100 costas masculino – Mitchell Larkin da Austrália 53.76
100 peito feminino – Yulia Efimova da Rússia 1:05.66
50 livre masculino – Bruno Fratus do Brasil 21.76
200 costas feminino – Emily Seebohm da Austrália 2:07.30 recorde da competição
200 peito masculino – Anton Chupkov da Rússia 2:08.41 recorde da competição
200 borboleta feminino – Mireia Belmonte da Espanha 2:07.11 recorde da competição
100 borboleta masculino – Yauhen Tsurkin de Belarus 52.46
200 medley feminino – Katinka Hosszu da Hungria 2:10.16
200 livre masculino – Aleksandr Krasnykh da Rússia 1:47.39
400 livre feminino – Mireia Belmonte da Espanha 4:05.76

Resultados completos da competição:

ResultadosCompletosDia2 ResultadosCompletosDia1

DEIXE UMA RESPOSTA