Notas técnicas do Troféu Maria Lenk 2017

0
371
Trofeu Maria Lenk. Parque Aquatico Maria Lenk. 06 de Maio de 2017, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

A Best Swimming fez um levantamento apurando melhoras de tempo das eliminatórias para as finais. Tal contabilidade foi avaliada em três diferentes níveis: finais A, finais B e medalhistas das provas que tiveram eliminatória e final. Interessante que o grau de melhora é proporcional ao nível técnico de disputa. Encontramos nos três níveis, percentuais expressivos de melhora dos tempos feitos pela manhã e nas finais.

Para os medalhistas, o grau de melhora em relação aos tempos das eliminatórias foi de 90%. Para os nadadores de finais A, 73,33% de melhora, e para as finais B 62,93%. O grau geral de melhora das eliminatórias para as finais do Maria Lenk 2017 foi de 68,22%.

Melhoras de tempo Eliminatórias/Finais

TOTAL DE FINAIS A MELHORA DE TEMPOS %
240 176 73,33
TOTAL DE FINAIS B MELHORA DE TEMPO %
232 146 62,93
TOTAL FINAIS A+B MELHORA DE TEMPO %
472 322 68,22
MEDALHISTAS MELHORA DE TEMPOS %
90 81 90%

 

Outra avaliação interessante foi identificar de onde saíram os melhores índices técnicos nas duas Seleções, para o Mundial de Budapeste e para o Mundial Júnior.

Avaliação dos 8* melhores índices técnicos pré-classificados para o Mundial de Budapeste, onde fizeram suas marcas:

Open 2016 Eliminatórias Maria Lenk Finais Maria Lenk
2 4 3

 

* São 9 pois há empate entre Brandonn Almeida (400 medley) e Guilherme Guido (100 costas) ambos com 900 pontos. Não existe desempate em índice técnico, são números sem decimais.

Para o Mundial Júnior, dos 8 selecionados os tempos foram alcançados nas seguintes fases:

Open 2016 Maria Lenk eliminatórias Maria Lenk finais
2 1 5