CBDA corrige lista de clubes e retifica Edital

1
228

O administrador provisório da CBDA, Gustavo Licks, só precisou de algumas horas para reparar o erro da lista incorreta de clubes habilitados para votar nas eleições da entidade. Nova publicação de edital saiu e com uma lista correta.

Confira o documento aqui:

Novo Edital – Eleições CBDA – 09.05.2017

1 Comentário

  1. UMA NATAÇÃO PARA OS COLONIZADORES

    Já estamos para completar um ano da trágica participação nos Jogos Olímpicos do Rio.
    Passemos para a natação, para a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos. Até agora, e já estamos há mais de trinta dias, nenhum plano, nenhuma ação, nenhuma equipe foi mostrada para o Brasil, ou para os Estados Unidos, para que alguém fique satisfeito. A coisa está parecendo os bons tempos do Ricardo de Moura, também conhecido como Netuno, o Senhor das Águas. Austrália, Itália, Espanha, França já têm os seus craques para a próxima Olimpíada, formados em casa, nos seus Institutos. Nós temos as piscinas, as sedes, os treinadores e os cientistas. Estamos parando nos “beirinhas”, aqueles que recebiam da C.B.D.A. para terem uma aposentadoria tranquila. A oposição pede ao Interventor que mostre a folha de pagamentos da C.B.D.A. com o quadro técnico e os aposentados, aqueles que ganham como profissionais e treinam como amadores e aposentados. Muitos foram craques, ouro, só o Cielo. Palmas para o Cielo e para os outros que também ganharam medalhas. Agora, “beirinha” para sempre vai fazer falta para uma renovação.
    A juíza Simone Gastesi Chevrand pensa que o Brasil deve se subordinar a São Paulo. Deveria aprender com o Juiz Moro quando julga pelas leis que existem e não pelas que ela cria e impõe. Ela pensa que no Brasil seus senadores assaltam os trens e evoluíram para roubar a ferrovia e os próprios vagões.
    Ridículo!
    Só falta a juíza ordenar que a eleição seja realizada no interior paulista. Só peço que ela escolha um lugar que tenha água.
    Não bastasse o caráter duvidoso do Pelé, dito pela filha morta, o Brasil passa a ser dirigido por uma torcedora.
    O Brasil quer eleições. Se a Excelentíssima juíza considera o Miguel Cagnoni esse Coubertin todo, que interprete uma Lei Pelé e o recoloque na Federação Paulista.
    Colocando todos os clubes de São Paulo para votar, faça-se uma eleição e coloque-se o novo presidente da C.B.D.A. que será obrigatoriamente um paulista, careca, que tem certeza que criança deve ser a preocupação da Confederação e deve competir com o Phelps, que as Federações tratem dos olímpicos, que os clubes treinem bebês e que o seu nome completo comece por Miguel.

DEIXE UMA RESPOSTA