Tiago Moreno & Felipe Domingues, empate no The Coach of The Meet

2
921
Trofeu Maria Lenk. Parque Aquatico Maria Lenk. 06 de Maio de 2017, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

A Best Swimming reconhece e valoriza o trabalho dos profissionais que fazem a natação brasileira. Ao final do bom Troféu Maria Lenk 2017, apresentamos o Melhor Treinador da competição com a tradicional escolha “The Coach of The Meet”. Desta vez, tivemos um empate entre os treinadores Tiago Moreno do Pinheiros e Felipe Domingues da Unisanta.

Tiago Moreno é o responsável pelo grupo de peito do Pinheiros, clube campeão da competição. Recebeu a dura missão de assumir este grupo no início da temporada com uma grande responsabilidade ao substituir aquele que foi o melhor treinador do Brasil no ano passado, Mirco Cevales, que deixou o clube.

Tiago Moreno com a equipe do Pinheiros e seu vitorioso grupo de peito

Na campanha do seu grupo no Maria Lenk, foram seis medalhas conquistadas nas provas de peito, três de ouro, três de prata e três tempos no Top 10 do mundo em 2017, além do recorde sul-americano dos 50 peito com Jhennifer Alves. Resultados com melhoras de tempo para Jhennifer Conceição Alves nos 50 peito (duas vezes), nos 200 peito (duas vezes), Pamela Alencar Souza nas três provas de peito, Pedro Cardona nos 50 e 200 peito e João Gomes Jr. nos 50 peito.

O trabalho de peito do Pinheiros tem tradição, há anos o clube tem resultados significativos e Tiago Moreno respondeu de forma positiva em tão pouco tempo.

Trofeu Maria Lenk. Parque Aquatico Maria Lenk. 06 de Maio de 2017, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Felipe Domingues ganhou a sua primeira grande oportunidade na natação convencional na presente temporada. Treinador que desenvolveu Marcelo Chierighini no seu início de carreira, vinha atuando com mais ênfase na natação paralímpica onde tinha um grupo de destaque entre eles o multi campeão André Brasil.

Trabalhando em São Paulo, no Centro Olímpico, ganhou a oportunidade para trabalhar com nomes consagrados da natação brasileira como Leonardo de Deus, Thiago Simon e Nicholas Santos. Os três foram responsáveis por cinco medalhas de ouro, um recorde sul-americano e duas marcas no ranking mundial da temporada. Os 50 borboleta de Nicholas Santos foi a segunda melhor marca de todos os tempos.

Os três tiveram melhores de tempos em seus resultados. Leonardo de Deus quebrou a barreira dos 1:55 pela primeira vez e fez o quarto tempo do mundo. Thiago Simon se tornou o quarto brasileiro a quebrar a barreira dos dois minutos nos 200 medley e os 50 borboleta de Nicholas que foi notícia em todo o mundo pela qualidade da marca e para um nadador de 37 anos de idade.

Parabéns aos dois, Tiago Moreno e Felipe Domingues pelos resultados e o título merecido de Melhores Treinadores do Troféu Maria Lenk 2017.

2 Comentários

  1. Parabéns Felipe Domingues!!! Isso demonstra o que sempre soubemos: o profissional sensacional que vc é!! Que orgulho ler aqui nesse post o trabalho que vc fez com Marcelo! Gratidão!!!

DEIXE UMA RESPOSTA