Raio X técnico completo da participação do Brasil no Sul-Americano

0
581

A Best Swimming fez um levantamento mais detalhado da campanha brasileira no Campeonato Sul-Americano Juvenil encerrado no final de semana em Cali, na Colômbia. Veja aqui os detalhes da campanha do Brasil recordista no número de medalhas.

Campeonato Sul-Americano Juvenil de Desportos Aquaticos na Piscinas Hernado Botero Obyrne. 22 de Abril de 2017, Cali, Colombia. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Seleção Brasileira teve 46 nadadores no Sul-Americano:
Juvenil A –
Fem: Sofia Rondel, Laura Paludo, Ana Paula Behr, Fernanda Celidônio, Marcella Ribeiro, Aime Lourenço, Nichelly Lysy, Victoria Bastos, Cibelly Martins, Alexia Assunção, Raphaela Franco, Giulia Carvalho
Masc: Murilo Sartori, Victo Barganha, Wander de Sousa, Lincoln Cunha, Gabriel da Costa, Vinicius Kohns, Lucas Brites, Caio França, Rafael Pires, Avelar Hostalicio, Nicolas de Souza
Juvenil B –
Fem: Camila Lopes, Clarissa Rodrigues, Leticia Rodrigues, Ana Carolina Vieira, Isabel Fagundes, Aricia Peree, Luanna de Oliveira, Bruna Leme, Victoria de Moura, Lorena de Silva, Camila Mello, Beatriz e Silva
Masc: Breno Correia, Lucas Peixoto, João Paulo de Andrade, Matheus Gonche, Luan Sirilo, Marcelo Araujo, Marco Santos, Luiz Gabriel da Silva, Arthur Reis, Kayky Mota, Bruno Guerra

Brasil conquistou o número recorde de 107 medalhas, recorde anterior era do Sul-Americano 2015 com 92 medalhas.
Destas 107 medalhas, 46 de ouro, 37 de prata, 24 de bronze.

Destaque positivo para a equipe foi o 100% de aproveitamento dos revezamentos. Brasil venceu todas as 16 provas de revezamento disputadas.

Nas medalhas, 91 em provas individuais, 16 em provas de revezamento.
Nas vitórias, 30 em provas individuais, 16 em provas de revezamento.

Campeonato Sul-Americano Juvenil de Desportos Aquaticos na Piscinas Hernado Botero Obyrne. 22 de Abril de 2017, Cali, Colombia. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Se contabilizarmos por estilo, veja o total de medalhas que a Seleção Brasileira conquistou em provas individuais:
Livre –
Medalhas conquistadas – 25
Vitórias possíveis – 20
Vitórias alcançadas – 10

Costas –
Medalhas conquistadas – 19
Vitórias possíveis – 12
Vitórias alcançadas – 5

Peito –
Medalhas conquistadas – 18
Vitórias possíveis – 12
Vitórias alcançadas – 5

Borboleta –
Medalhas conquistadas – 15
Vitórias possíveis – 12
Vitórias alcançadas – 7

Medley –
Medalhas conquistadas – 13
Vitórias possíveis – 8
Vitórias alcançadas – 3

Piores provas do Brasil no Sul-Americano:
200 costas e 400 medley, nenhuma vitória nas quatro categorias

Melhores provas do Brasil no Sul-Americano:
100 livre, 200 livre, 50 costas, 50 borboleta, 100 borboleta, 200 medley todas com três vitórias

Em nenhuma prova o Brasil conseguiu vencer as quatro categorias na mesma prova.

Campeonato Sul-Americano Juvenil de Desportos Aquaticos na Piscinas Hernado Botero Obyrne. 22 de Abril de 2017, Cali, Colombia. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Alerta – Preocupante
No costas, tivemos 3 vitórias nos 50 costas, 2 nos 100 costas, 0 nos 200 costas.
No peito, tivemos 3 vitórias nos 50 peito, 2 nos 100 peito, 1 nos 200 peito.
No borboleta, tivemos 3 vitórias nos 50 borboleta, 3 vitórias nos 100 borboleta, apenas 1 nos 200 borboleta.
No medley, tivemos 3 vitórias nos 200 medley, nenhuma nos 400 medley.
Nas provas de fundo, vencemos apenas 1 das 4 provas de 400 livre, 1 das 2 provas de 800 livre, e 1 das 2 provas de 1500 livre.

Campeonato Sul-Americano Juvenil de Desportos Aquaticos na Piscinas Hernado Botero Obyrne. 21 de Abril de 2017, Cali, Colombia. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Masculino X Feminino
Muito equilíbrio nas duas seleções. Contabilizando apenas as provas individuais:
Feminino
21 medalhas de ouro, 18 medalhas de prata, 11 medalhas de bronze
Masculino
21 medalhas d eouro, 18 medalhas de prata, 12 medalhas de bronze

Eliminatórias & Finais
Das 80 provas disputadas, 64 individuais, 16 de revezamento.
Brasil teve 126 nadadores nas finais, apenas em 2 provas não tivemos representantes.
Nos 200 borboleta Juvenil B feminino, onde apenas uma nadadora disputou as eliminatórias.
Nos 50 livre Juvenil B feminino, onde Ana Carolina Vieira não passou para a final, única brasileira em toda competição a parar nas eliminatórias.

Dobradinhas
Nas 64 provas individuais, 30 vitórias e 16 delas com dobradinha, ou seja, fazendo o 1o e o 2o colocado.

Melhora de tempo das eliminatórias para as finais
Em 126 finais, apenas 7 nadadores não melhoraram suas marcas das eliminatórias para as finais.

Campeonato Sul-Americano Juvenil de Desportos Aquaticos na Piscinas Hernado Botero Obyrne. 21 de Abril de 2017, Cali, Colombia. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Melhora de marca pessoal
Em 126 finais, 47 melhores marcas pessoais.
Mesmo sendo categoria Juvenil, competição em abril o índice de melhor de 37,30% é positivo.

Maiores medalhistas do Brasil
Murilo Sartori 9 medalhas, 9 medalhas de ouro
100, 200, 400 livre, 200 medley
4×100 livre, 4×100 medley, 4×200 livre, 4×100 livre misto, 4×100 medley misto

Breno Correia 8 medalhas, 7 medalhas de ouro, 1 de prata
50, 100, 200 livre, 4×100 livre, 4×100 medley, 4×200 livre, 4×100 livre misto,
Prata nos 400 livre

Campeonato Sul-Americano Juvenil de Desportos Aquaticos na Piscinas Hernado Botero Obyrne. 22 de Abril de 2017, Cali, Colombia. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

DEIXE UMA RESPOSTA